Mesmo com a pandemia, uma das melhores coisas da vida é um refrescante banho de mar, de rio, lagoa ou piscina no verão.

Este ano, por conta da COVID, deve-se evitar praias com aglomeração de gente e nunca se descuidar com a água para evitar afogamentos, que quase sempre são causados por imprudência ou descuido.

Para banhar-se com segurança, no mar ou na água doce, leia com atenção as dicas abaixo:

  • Crianças só devem entrar na água com adultos; e não devem ser deixadas sozinhas com boias ou flutuadores, pois elas podem ser levadas pela correnteza.
  • Nunca deixe crianças sozinhas na água! Mesmo uma piscininha ou banheira com 15 cm de água pode ser fatal, mantenha atenção constante.
  • Se não souber nadar muito bem, não ultrapasse a altura da sua cintura.
  • Não tome bebidas alcoólicas antes de mergulhar e não nade sozinho.
  • Verifique se não há pedras, galhos, buracos ou se não é raso demais antes de mergulhar – nos rios, mesmo os locais conhecidos mudam com as chuvas e você pode ser surpreendido com buraco ou um galho onde antes não havia.
  • No mar, evite áreas com placas de perigo, não se banhe em costões, eles têm pedras escorregadias, são batidos pelas ondas e expostos à maré alta.
  • Evite locais com correnteza e obstáculos; evite desembocaduras de rios, pois elas geralmente podem possuir pontos com redemoinhos que podem ser fatais.

No caso de presenciar alguém se afogando, os bombeiros orientam que se tente alcançar para essa vítima alguma coisa que boie, uma garrafa pet, uma bola, um isopor, para tentar fazer com que ela consiga ficar na superfície e se deslocar para a margem, alertam ainda que não se tente fazer o salvamento, porque se você não tem o treinamento pode se tornar uma segunda vítima.

Neste verão o maior perigo é a COVID. Não vá a festas, não se reúna em grupos sem distanciamento e máscara. Higienize suas mãos. Siga as regras de prevenção!

Cuide bem de você e de sua família e desfrute as coisas boas do verão.