A prorrogação para o dia 17 de dezembro do decreto com medidas restritivas para evitar a aceleração da propagação da Covid-19 em Jaraguá do Sul, demonstra que a população precisa dar uma contribuição um pouco maior com os cuidados sobre a doença.

Nas últimas semanas, os casos do novo coronavírus só aumentam, mas ao mesmo tempo o que se vê nas ruas é uma certa euforia, como se a doença não estivesse circulando entre nós e de forma muito mais intensa neste momento. É fim de ano, tem Natal e Ano Novo chegando, mas temos uma situação muito atípica este ano e que requer nossa atenção. Não se pode esquecer disso.

O poder público reforça suas estruturas de atendimento e os alertas para os cuidados, mas os próprios trabalhadores da saúde estão sendo cada vez mais acometidos pela Covid e as baixas acabam sendo maiores. Os leitos também estão lotados nos hospitais, e não só aqui, mas em todo o Estado. Então, cuidar de si, é cuidar do outro, assim se evita uma maior contaminação e a sobrecarga do sistema é mais que essencial, é vital.

E cabe aqui a reflexão: que não seja preciso perder um familiar ou amigo para que as pessoas vejam que não se pode relaxar com a Covid.

A vacina já começou a ser aplicada na Inglaterra e está em via de ser em outros países, mas ainda não tem definida a data e como será aplicada no Brasil. Então, o que nos resta é a prevenção para que possamos evitar mais doentes e mais vidas perdidas.

 

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Mais notícias você encontra na área especial sobre o tema:

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul