“O AVC aumenta o risco em 2 vezes de ter demência”

Foto; Pixabay

Por: Erika Tavares

19/07/2022 - 05:07

A demência é uma doença neurológica que se caracteriza por um declínio na cognição, envolvendo um ou mais domínios mentais; como aprendizado e memória, linguagem, atenção, interação social, planejamento e resolução de problemas. A forma mais comum de demência em idosos é a doença de Alzheimer (DA), responsável por 60 a 80 por cento dos casos. O acidente vascular cerebral (AVC) também é um fator importante, causando a demência vascular, ou mista quando há componente de Alzheimer associado.
Um recente estudo científico publicado no JAMA Neurology, revista médica mensal, analisou a relação entre a demência e a ocorrência, quantidade e gravidade do acidente vascular cerebral isquêmico (AVCi) em 15.379 participantes.
Os cientistas descobriram que adultos que tiveram um acidente vascular cerebral (AVC) eram quase duas vezes mais propensos a ter demência do que indivíduos que nunca tiveram. Além disso, o risco de desenvolver demência foi quase sete vezes maior naqueles que tiveram dois ou mais derrames moderados a graves. Sendo que o risco de demência aumenta para cada AVC adicional após o primeiro. As duas doenças compartilham os fatores de risco cardiovasculares que são hipertensão, diabetes, colesterol alto, tabagismo, etilismo, sedentarismo e obesidade.
As descobertas enfatizam a importância da prevenção do AVC, pra quem nunca teve e também para quem já sofreu um, para reduzir o risco de demência e alcançar qualidade de vida, especialmente em idades mais avançadas.
Referência bibliográfica: Koton S, Pike JR, Johansen M, et al. Association of Ischemic Stroke Incidence, Severity, and Recurrence With Dementia in the Atherosclerosis Risk in Communities Cohort Study. JAMA Neurol. 2022;79(3):271–280. doi:10.1001/jamaneurol.2021.5080