"Não estou para brincadeira. Temos que começar com o mínimo de estrutura possível para depois, conforme as reais necessidades, aumentar a equipe de acordo com as demandas da população”. É assim que o prefeito eleito de Guaramirim Luís Chiodini (PP) descreve como pretende dar a largada ao seu governo, em janeiro.

Questionado pela coluna se poderia adiantar os três primeiros escolhidos para compor o secretariado, Chiodini garantiu que nenhum dos cotados têm viés político e surpreendeu ao dizer que se organiza para ter apenas quatro secretários no início da administração. Hoje, no site da Prefeitura, 20 pastas estão listadas com status de secretaria, incluindo fundações, Procon, comando do Hospital Santo Antônio e da Águas de Guaramirim. O quadro não está fechado, porém, com a compactação de algumas pastas e a extinção de outras, o prefeito eleito acredita que será possível trabalhar com uma estrutura bastante enxuta até o caixa melhorar.

A prioridade, diz ele, é arrumar a casa, garantir os serviços à população, os direitos dos servidores e o pagamento a fornecedores. Com a calculadora em mão, Chiodini ainda espera informações da atual administração, como a data de exoneração dos cerca de 100 comissionados, e sobre o pagamento das férias, se acontecerá agora ou em 2017, mas avalia como positivo os contatos feitos com a equipe de Lauro Fröhlich (PSD).

Com foco na transição, o anúncio dos escolhidos, prevê ele, deve ficar mesmo para dezembro. O desafio até lá será não ceder à pressão dos partidos aliados.

linha azul

Novo membrojocimar

Jocimar Lima (PSDC) foi o sorteado por Maristela Menel (PSD) e será o novo membro da comissão processante que avalia a cassação do presidente da Casa, José de Ávila (PSC). Agora, em tese, Ávila fica com três aliados no grupo, além de Lima, Arlindo Rincos e Jeferson Oliveira, ambos do PSD.

linha azul

Sobras: apelo ao bom senso

Partiu da vereadora Natália Petry (PMDB) e ganhou apoio de Eugênio Juraszek (PP) e Ademar Winter (PSDB) apelo para que a Mesa Diretora da Câmara devolva à Prefeitura os cerca de R$ 4 milhões que estão no caixa do Legislativo a título de sobras e que legalmente retornam para o caixa do Município até, no máximo, dia 31 de dezembro.

Natália lembrou a crise financeira que afeta o país – a projeção é que mais de 70% dos prefeitos não fechem as contas – e ressaltou que não faz sentido o dinheiro ficar parado no caixa enquanto o Município deve a fornecedores. “Esse dinheiro não é nosso, é público. Eu, quando presidente, devolvia o recurso bimestralmente. Não podemos ficar segurando essa quantia”, alertou. Jocimar de Lima (PSDC) prometeu avaliar e, em um dia inspirado, disse que assumiu a presidência interinamente para ‘salvar’ o prefeito Dieter Janssen (PP).

linha azul

De volta ao ritmo

O marasmo parece ter acabado de vez na Câmara de Vereadores. Assim como na terça-feira, os parlamentares discutiram temas importantes ontem por mais de uma hora. Eleita vereadora de Corupá aos 23 anos, Andressa Fischer (PP) acompanhou a plenária e se surpreendeu.

linha azul

Não foi

Projeto de lei que proíbe vereador de se licenciar para virar secretário não foi colocado em votação na sessão de ontem. Segundo o autor, Arlindo Rincos (PSD), a iniciativa ainda está sendo analisada pelo Jurídico e deve chegar ao plenário na próxima semana.

linha azul

Protetores de animais

A Câmara aprovou por unanimidade ontem projeto de lei que cria o Cadastro de Protetores e Cuidadores de Animais Abandonados. Com isso, esses voluntários poderão se inscrever em programas públicos para castração e vacinação dos animais que recolhem das ruas.

linha azul

Procura surpreende

A Secretaria de Educação de Guaramirim recebeu cerca de quatro mil inscrições para o processo seletivo que oferece 80 vagas de trabalho por um ano. Há muitos candidatos de fora, o que reforça o peso da crise e do desemprego. Devido ao grande número de inscritos, as provas serão realizadas em dois dias, 20 e 27 de novembro. Todo processo é organizado por equipe interna da Prefeitura.

linha azul

EM FOCO

Projeto de lei que acaba com a obrigatoriedade de que loteamentos sejam antes pavimentados para depois serem regularizados é de autoria de Hideraldo Colle (PMDB) e Eugênio Juraszek (PP).
•••
Pepistas da região telefonaram para o correligionário Silvio Dreveck, que irá presidir a Assembleia Legislativa, em 2017. A confirmação aconteceu depois de acordo firmado com o PMDB, que ficará no comando em 2018, com Aldo Schneider.

•••

Os deputados Mauro Mariani (PMDB) e Angela Albino (PCdoB) estarão hoje em Jaraguá do Sul para assinatura do convênio entre a Prefeitura e a Caixa Econômica Federal para investimentos de
R$ 750 mil na Arena.

•••

Natália Petry lembrou na tribuna ontem que a emenda de Mariani originalmente seria investida na construção do primeiro parque público da cidade, na Ilha da Figueira. Mas problemas na desapropriação de um terreno adiaram o projeto.

•••
Independente do debate aberto sobre a ocupação ou não de secretarias por parte de vereadores, o fato é que Natália Petry fará falta na Câmara. Quem acompanha as sessões e os trabalhos de bastidores há de concordar. E é justamente em função do seu desempenho que a parlamentar é lembrada agora para fazer parte do governo de Antídio Lunelli. Como já foi no de Moacir Bertoldi e Dieter Janssen.