Já estamos há uma semana com uma paralisação que envolveu todo o Brasil. Caminhoneiros e agricultores decidiram mostrar que não aguentam mais essa carga tributária exorbitante e essa mania do governo colocar nas costas do trabalhador o rombo deixado pelos corruptos. Aos poucos o movimento foi aumentando e começaram a faltar coisas do cotidiano como gasolina e comida. Carros pequenos permanecem livres, mas caminhões, não passa nenhum. O que eu posso dizer sobre isso, é que vocês estão certos!

Meu total apoio a estes trabalhadores que estão lutando e deixando de trabalhar para conseguir um Brasil melhor. Essa é uma das maiores paralisações que o Brasil já viu, pois é apartidária e acima de tudo, tem aderência nacional. Continuem firmes, dentro da lei, que permanecerão a ter uma manifestação legítima. De igual forma, não deixem que alguns infiltrados deturpem a boa imagem do movimento, colocando fogo em pneus ou causando arruaça, encontrem esses indivíduos e os excluam, e bola para a frente por um Brasil melhor. Ninguém pensava que os caminhoneiros fossem tão importantes para a nação, não é? Pois é, eu sempre soube. Aliás, vale o ditado que utilizamos para situações amorosas: Só damos valor depois que perdemos.

Viaturas têm que trabalhar

Por mais que falte combustível para todos, e isso gere pressão no governo, as viaturas, seja de qual for a instituição, não podem ficar paradas, por isso, é importante que se mantenha essa condição de liberar caminhões de combustível que abastecerão somente veículos oficiais. Cabe aos próprios manifestantes fiscalizar esses postos que forem reabastecidos. E por sinal, também liberar veículos com insumos hospitalares e afins.

Você é o fiscal

O delegado regional Adriano Spolaor, em entrevista deixou bem claro: Nesses momentos todos são fiscais. A polícia de Jaraguá já foi orientada e permanece fiscalizando os postos de combustíveis para que nenhum espertinho se aproveite da situação para lucrar às custas do caos. Em caso de flagrante, se tratando de medicamentos ou alimentos, denuncie para a polícia ou para o Procon. É inadmissível ver alguns postos do Estado cobrando quase 8,00 no litro da gasolina. Isso é crime. Por sinal, parabéns para os donos de postos da nossa região, que até onde me consta permanecem no preço normal. Ponto para os senhores!