Em café com o presidente Jair Bolsonaro (PSL) e ministros, na manhã desta quinta-feira (15), os parlamentares que integram o Fórum Parlamentar Catarinense entregaram uma lista com prioridades que precisam ser atendidas pelo governo federal em Santa Catarina.

Cada parlamentar elencou situações que precisam ser resolvidas em sua região que depois foram colocadas em um único documento entregue ao presidente. O deputado federal Carlos Chiodini (MDB) reforçou a duplicação da BR-280, que entrou nos destaques dos pedidos de infraestrutura rodoviária.

“O investimento do governo federal na obra da duplicação da BR-280 é um investimento para o Brasil. Santa Catarina agrega valor no processo produtivo e precisa desta obra concluída”, comentou.

Juntos, senadores e deputados federais pediram pela duplicação da BR-470 e BR-280, pela revitalização da BR-282/158, reconstrução da BR-163, finalização da BR-285, Contorno Viário da Grande Florianópolis (parte da concessão da BR-101), pela adequação e manutenção das bacias de evolução e canais de acesso aos portos catarinenses, pela melhoria na infraestrutura e agilidade nos processos de concessão dos aeroportos, pela aplicação de recursos para manutenção das estruturas das barragens de contenção de cheias, e pelo ressarcimento dos prejuízos causados ao Estado, reconhecidos pelo Ministério da Saúde.

Este foi o primeiro encontro de um fórum parlamentar realizado com o presidente Bolsonaro e sua equipe. De acordo com o senador Jorginho Mello (PL), coordenador do Fórum Parlamentar, os catarinenses deram 75% de votos para Bolsonaro nas eleições, além disso, dos 16 deputados, 15 votaram pela aprovação da reforma da previdência. “Isso tem que valer alguma coisa. Ele tem compromisso com Santa Catarina” comentou o senador.

 

Frase

“A BR-280 é uma via que acessa um porto que movimenta mais de 20 milhões de toneladas e tem toda uma cadeia industrial nesta região. O recurso que será alocado nesta obra, em especial, rapidamente voltará aos cofres públicos e vai deixar muito melhor a condição de vida das pessoas, de distribuição de renda."

Deputado federal Carlos Chiodini (MDB) , durante a reunião do Fórum Parlamentar Catarinense com o presidente Bolsonaro ontem, em Brasília

 

Comitê de Desenvolvimento Regional

O presidente da Fiesc Mario Cezar de Aguiar, participou esta semana em Jaraguá do Sul, do lançamento do Comitê de Desenvolvimento do Vale do Itapocu, uma iniciativa liderada pelo empresário Célio Bayer, vice-presidente regional da entidade que reunirá representantes da indústria e de setores ativos da economia com o objetivo de definir áreas onde devem ser priorizados esforços visando à melhoria do desempenho do setor produtivo. Aguiar elogiou a iniciativa de executivos de empresas da região, dentre elas algumas que são referência mundial, de apoiar a discutição de soluções para o incremento econômico da região.

“É extremamente importante que as regiões discutam suas vocações, avaliando as preferências em termos de atenção a estas demandas e com isto possam se desenvolver com qualidade”, avaliou.

Saúde

A área da saúde em Corupá recebeu um reforço no atendimento e nos equipamentos este ano. O município conta com oito médicos, sendo seis clínicos gerais, um genicologista e um pediatra, além de quatro dentistas que oferecem cobertura para a população de 16 mil habitantes nos quatro postos de saúde da cidade. Já o Pronto Atendimento 24 horas passou por reforma no telhado e pintura. Outra prioridade segundo o prefeito João Carlos Gottardi (PP), é a construção de um novo posto de saúde no bairro João Tozini que já está em fase de licitação.

Inspeção

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) pode instalar em breve uma nova Central de Certificação Sanitária do Serviço de Inspeção Federal (SIF) em Jaraguá do Sul. As tratativas entre governo federal e Prefeitura foram iniciadas há pouco mais de um mês e estão bem avançadas. Uma vez efetivada esta parceria, o Município vai ceder espaço físico, anexo à Secretaria de Desenvolvimento Rural e Abastecimento, além de mobiliário e equipamentos. Já a contrapartida do Ministério será para fornecer servidores para a equipe técnica e veículos.

Moção de apelo

O vereador Jaime Negherbon (MDB) fez um comentário pertinente ontem na sessão da Câmara de Jaraguá sobre as moções de apelo. Segundo Negherbon, quando da visita do governador Moisés no começo da semana, ouviu a pergunta de um repórter sobre o término da escola estadual Darci Frank Welk, no bairro São Luís. A resposta dada pelo governador é de que ele não tinha conhecimento desta escola. “Então eu pergunto: Para serve uma moção de apelo? É só para gastar papel ‘devarde’?”, comentou o vereador. Negherbon disse que espera do gerente regional de Educação Fernando Aflen a intermediação junto ao governo estadual para que a escola seja concluída.

Participação

O vereador Jackson de Ávila (MDB) aproveitou e disse que a Câmara deve procurar o deputado federal Fábio Schiochet (PSL) para que ele também interceda junto do governo estadual para a conclusão da escola.

Telefonia

A Associação de Câmaras e Vereadores do Vale do Itapocu (Avevi) entregou na quarta-feira (14) uma moção para o gerente operacional da Anatel de SC Estevão Hobolt, solicitando que a agência intervenha junto às empresas de telefonia para que disponibilizem sinal mais eficiente de telefonia móvel para a região. Os vereadores apresentaram as reclamações da população que chegam diariamente até as câmaras.

Sem sinal

O presidente da Avevi vereador Arlindo Rincos(PSD-Jaraguá), relatou que moradores de alguns bairros continuam reclamando da falta de sinal. Ele destacou que as câmaras municipais associadas à entidade encaminharam diversas proposições solicitando às empresas um serviço de qualidade e não estão percebendo esta melhoria.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger