A estação do sol está chegando e as crianças se esbaldam nas brincadeiras de férias. Para evitar problemas de saúde causados pelo calor e o sol, devemos tomar algumas precauções e ficar de olho nelas. Veja os principais cuidados que devemos ter com os pequenos no verão:

  • Exposição das crianças ao sol;

Muita atenção! Não use filtro solar em bebês com até 6 meses de idade. Mantenha os bebês fora do sol, garanta sempre uma boa sombra para o seu bebê. Não deixe crianças de 6 meses ou mais tomarem sol entre as 11 e as 16 horas, pois nessas horas a radiação solar é muito mais forte.

Proteja a criança com roupas, um chapéu que proteja orelhas, nariz e lábios - e aplique filtro solar - com fator de proteção 30 ou maior - meia hora antes de ir para o sol, reaplicando o filtro a cada 2 horas, principalmente quando a criança for à água ou se ela transpirar muito. Além da insolação e das queimaduras de sol, outro problema bem comum no verão é a desidratação.

  • Desidratação

Ela pode ser causada por vários fatores: pelo aumento da transpiração, por excesso de exercícios sem reposição de líquido, ou até por vômitos e diarreias provocados por alimentos contaminados ou malconservados que se estragaram com o calor.

Os sintomas da desidratação são: sede intensa, muito tempo sem urinar, boca e mucosas secas, olhos ressecados e fundos e muita prostração. Para evitar a desidratação, deve-se ingerir bastante líquido, muitas frutas na dieta, comer apenas alimentos bem conservados e de boa procedência, usar roupas leves e preferir locais arejados e com sombra.

Se alguém se desidratar, uma boa receita é o soro caseiro: misture uma colher de café de sal e uma colher de sopa de açúcar em um litro de água fervida (mas fria).

Vá dando colheradas de soro caseiro durante o dia ao paciente. E faça-o tomar um copo d’água a cada vez que ele evacuar, para repor os líquidos do organismo. Mas muita atenção! Casos graves precisam de cuidados médicos.

Cuidem-se bem e aproveitem o verão que está chegando.