Os estudos acerca do tema da obesidade não param e, a cada dia, surgem novas formulações e dietas prometendo resultados rápidos. Sabemos que elas podem auxiliar na redução do inchaço e da ansiedade ou aumentando a queima de calorias, mas entendam que resultados duradouros surgem com mudanças de hábitos alimentares e exercícios. Não existe monoterapia em se tratando de emagrecimento.

Sabemos que ele é resultado de um conjunto de ações que fazem a diferença no processo: a continuidade na prática de exercícios, cuidando no dia a dia o que come, dormindo cedo, controlando o estresse. Um dos ingredientes mais importantes para ter êxito no processo do emagrecimento é a persistência e a vontade de emagrecer.

Você já se perguntou por que quer emagrecer? Qual é o seu objetivo para estar magra? Enquanto estas questões não estiverem elaboradas, o processo do emagrecimento será mais desafiador.

Precisamos de saúde, qualidade de vida, bom humor o ano todo. Com esse olhar, os cuidados com a alimentação também devem ser mantidos o ano todo e não só no verão. Se você tem dificuldades em manter uma rotina alimentar saudável por um longo período, vai viver o efeito “sanfona”, ou seja, engorda e emagrece. Provavelmente, já está cansada disso, não é? Então tente mudar a sua estratégia.

Aprenda a fazer compensações: exagerou hoje, coma menos amanhã. Bebeu no fim de semana, cuide-se nos outros dias, tem festa na sexta à noite, comece a cuidar já no café da manhã (exemplo: corte o pão, substitua por ovo ou um suco verde). Comeu demais o fim de semana todo, vá correr, caminhar, andar de bicicleta para queimar calorias e ativar o metabolismo. Essas ações fazem muita diferença para quem está na busca de saúde e de um corpo magro.

LEIA MAIS:

- Saúde da Mulher | Atividade física: todo dia é dia de começar!

Cristiane Molon
Médica especializada em nutrologia com pós-graduação em Prática Ortomolecular e Saúde da Família, além de cursar especialização em Medicina do Esporte.
www.cristianemolon.com.br