Pesquisa do DataPoder360, divulgada nesta terça-feira (5), pelo Congresso em Foco, mostra o deputado Jair Bolsonaro (PSL) na liderança em todos os cenários testados da corrida eleitoral à presidência. O apoio a ele varia de 20% a 25%. O candidato mais próximo é Ciro Gomes (PDT), que aparece com 11% a 12% das intenções de voto.

Bolsonaro venceria nas simulações de segundo turno contra todos os competidores. Marina Silva (Rede) é quem chegaria mais perto dele, com 25% das intenções de voto, contra 35% do opositor.

O ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad, mesmo sem ser apresentado como pré-candidato pelo PT, registrou 8% no levantamento, à frente de Geraldo Alckmin (PSDB), com 7%, e Marina Silva (Rede), com 6%. A margem de erro é de 1,8 ponto porcentual.

O maior porcentual, porém, é de pessoas que não querem votar em nenhum dos candidatos do cenário atual. Os votos brancos e nulos alcançam a marca de 27% a 29% da preferência do eleitorado. Se somado aos indecisos, o montante de votos não definidos para as eleições chega a 40%.

Dória testado

Pela primeira vez neste ano de 2018 o nome do ex-prefeito de São Paulo João Doria (PSDB) foi testado como candidato a presidente (no momento, ele postula o governo paulista). Ele teve 6%. Isso o coloca em situação de empate técnico com o nome oficial da pré-candidatura tucana ao Planalto, Geraldo Alckmin, que pontua 6% ou 7%, a depender do cenário.

Alvaro Dias (Podemos) tem 6% e Manuela D’Ávila (PCdoB), 2%.

Fernando Collor (PTC), Flávio Rocha (PRB), Rodrigo Maia (DEM) e Henrique Meirelles (MDB) não ultrapassaram 1% das intenções de voto. Afif Domingos (PSD), João Amoêdo (Novo), Guilherme Boulos (Psol) e Flávio Rabello (PSC) não pontuaram.

A pesquisa do portal Poder360 foi feita entre 25 e 31 de maio, por telefone, com 10.500 pessoas em 349 cidades do país. O nome do ex-presidente Lula não constou do levantamento.