Alesc vai celebrar os 150 anos da Imigração Italiana no Brasil

Foto: Divulgação

Por: Áurea Arendartchuk

23/02/2024 - 06:02

 

A Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) prepara uma homenagem especial para marcar os 150 anos da Imigração Italiana no Brasil. Na próxima segunda-feira (26), às 19h, será realizada uma sessão especial idealizada pelo deputado Dr. Vicente Caropreso (PSDB), que também é coordenador da Frente Parlamentar Santa Catarina – Itália.

Em parceria com o Consulado Geral da Itália para os estados do Paraná e Santa Catarina, a solenidade contará com a presença de representantes do Instituto Nacional pela Guarda de Honra do Pantheon, da Embaixada da Itália, autoridades do governo estadual, prefeitos, deputados federais e estaduais, além de membros de círculos italianos e outras entidades.

Segundo Dr. Vicente, a presença italiana no Brasil e em Santa Catarina, destaca a riqueza cultural e sua significativa contribuição para a história e identidade do povo catarinense. “A homenagem visa reconhecer os pioneiros, enquanto direcionamos nosso olhar para um futuro de oportunidades por meio da integração entre Brasil e Itália”, completa.

Homenagens

Durante a cerimônia serão prestadas homenagens a instituições e entidades que preservam a memória dos imigrantes italianos, como o Museu Histórico do Vale do Itajaí-Mirim – Casa de Brusque, o Colégio Consul Carlos Renaux, o Arquivo Histórico José Ferreira da Silva, o Museu ao Ar Livre Princesa Isabel, o Centro de Memória do Oeste de Santa Catarina (CEOM), o Arquivo Histórico de Jaraguá do Sul – Victor Schmöckel e o Arquivo Público de Santa Catarina.

Também será reconhecido o Curso de Letras Italiano da UFSC, bem como as prefeituras de Treviso, Urussanga, Siderópolis, Nova Veneza, Arroio Trinta, Laurentino, Rodeio, Morro Grande, Lacerdópolis e Massaranduba, por incluírem o estudo da língua italiana na grade curricular das escolas municipais.

Uma menção especial será feita ao empresário de ascendência italiana Moacir Luiz Bogo, falecido em janeiro deste ano aos 76 anos, por seu incansável trabalho na promoção da cultura italiana ao longo de sua vida. Bogo, líder empresarial no ramo do transporte e turismo, atuou como Agente Consular Honorário da Itália para Joinville e região por 12 anos, além de fundar o Círculo Italiano no município.

Dia do Imigrante Italiano

No Brasil, a Lei federal nº 11.687 de 2 de junho de 2008 instituiu o dia 21 de fevereiro como o “Dia Nacional do Imigrante Italiano”. A data faz referência à chegada do navio “La Sofia” ao Espírito Santo em 1874, com quase 400 italianos, fato que deu origem à imigração em massa de italianos para o Brasil. Resultado dessa onda migratória, Santa Catarina recebeu 108 colonos italianos que chegaram no ano seguinte, em 1875, estabelecendo-se em Brusque.

Atualmente, o Brasil possui o maior número de descendentes de italianos no mundo, e Santa Catarina é o segundo estado brasileiro com o maior contingente, contando com mais de 100 mil catarinenses que possuem cidadania italiana.

 

Bancada da Mobilidade Ferroviária

Os vereadores Rodrigo Livramento (Novo), Osmair Gadotti (MDB), Luis Fernando Almeida (MDB) e Jonathan Reinke (Podemos), que integram a Bancada da Mobilidade Ferroviária na Câmara jaraguaense, se reuniram esta semana para formalização de ofício a ser encaminhado para a Secretaria de Portos, Aeroportos e Ferrovias. No documento, eles solicitam informações sobre a existência de verbas e projetos para investimento nas malhas ferroviárias que passam por Jaraguá e região. O objetivo é obter esclarecimentos e alinhar informações para viabilizar o contorno ferroviário e a implementação do VLT em Jaraguá. De acordo com o líder da bancada, o vereador Livramento, o próximo passo a ser dado pelos vereadores é buscar interessados em viabilizar projetos para este fim.

 

Iluminação ciclovias

As vereadoras Sirley Schappo (Novo) e Nina Camello (PP) apresentaram, na quinta-feira (22), indicação na Câmara jaraguaense solicitando que o Executivo Municipal promova estudos e execute projetos de iluminação ao longo das margens da ciclovia da Rua Affonso Nicoluzzi, no Água Verde, local onde na segunda-feira ocorreu o estupro e agressão de uma mulher de 33 anos.
Segundo as parlamentares, o local é muito ermo e escuro à noite. Isso faz com que as margens se tornem áreas de ocorrência de crimes.

No mesmo sentido, a Câmara aprovou na sessão de quinta, uma moção de apelo também assinada pelas vereadoras para que o Poder Executivo amplie a iluminação pública em todas as margens das ciclovias de Jaraguá, pois em toda cidade há pontos de escuridão e baixa segurança onde terminam essas passagens.