De tempos em tempos, as novas gerações que vão surgindo criam nomes para designar algum tipo de comportamento, ou as pessoas que os praticam. Nas últimas semanas, o termo “cringe” (krinj), está vindo com tudo.

O termo Cringe, tem sua origem na língua inglesa e geralmente é utilizado é utilizado para se referenciar a algum episódio onde pessoas passam por situações constrangedoras, nosso antigo "mico", termo esse que também já é considerado cringe.

A palavra cringe, é amplamente utilizada pela "geração Z", nas redes sociais e seu significado gira em torno de algo como “vergonhoso”, patético.

Para quem não sabe, a definição sociológica da geração Z, afirma que são aquelas pessoas nascidas entre os anos de 1995 a 2010. Digamos que uma das características mais acentuadas dessa geração é a sua intimidade com os processos tecnológicos e com o meio digital, levando em consideração que seu nascimento acontece no momento de maior expansão tecnológica e a popularização da internet.

Então, termos como cafona, brega, pagar mico e até mesmo o mais recente “vergonha alheia”, tornaram-se cringe do dia para noite. Li um artigo para saber mais sobre essa nova onda e até mesmo, o fato de ter buscado o significado desse termo passa a ser cringe.

Lembrei de uma história acontecida lá pelos meados dos anos 80, onde meus pais foram convidados para um casamento de um casal de bacanas aqui da cidade (o termo bacana, deve ser irremediavelmente cringe). Nos preparativos para o evento, minha mãe providenciou o vestido sem estar preocupada com as repentinas mudanças climáticas.

Na semana do casamento, deu um frio de lascar aqui em Jaraguá e como o vestido da minha mãe não tinha mangas, ela foi até uma loja aqui da cidade comprar um casaco de peles que estava no auge na época, por conta de uma novela, para usar sobre o vestido. Lembro que era um casaco lindo, da marca Polo Norte, de pele natural.

Na noite do casamento, minha mãe lindamente penteada e maquiada, colocou seu vestido e sua nova aquisição que era aquele casaco de pele, para arrasar nas pistas do Clube Atlético Baependi, onde seria a festa.

Quando estávamos saindo da igreja, uma amiga da minha mãe se aproximou, começaram a conversar sobre diversos assuntos e no meio da conversa, a amiga da minha mãe falou a queima-roupa: “Está frio hoje, né? Eu até queria vir com o meu casaco de peles, mas quando estava saindo de casa, meu filho disse que casaco de pele é brega!”

Nem preciso contar pra vocês a cara que minha mãe fez com o tal comentário da sua amiga (da onça). Pior de tudo, é que meus pais tiveram que dar carona para ela até o clube, pois nem seu marido e nem o filho estavam presentes no evento.

Imaginem só, se o termo cringe nos dias de hoje é utilizado pra quem toma café, cerveja de litrão ou usa calça skinny, o que seria se esse povo da geração Z visse minha mãe usando um casaco de peles, ainda mais sendo pele natural?

Enfim, eu prefiro ainda ser chamado de cringe e continuar fazendo as coisas que eu gosto, afinal de contas o que vale é você ter a sua personalidade. E tem mais, jamais deixaria de tomar uma xícara de café quentinho, ainda mais nesse frio, só porque eu descobri que isso me torna um verdadeiro cringe.

Beijos de luz!

No Pirata

Uly Dolph é a atração do Pirata nesta sexta-feira.

Como de costume, final de semana chegando e o Pirata Rock Bar preparando com todo carinho mais um final de semana daqueles, com cerveja estupidamente gelada, as delícias do cardápio e a volta do som ao vivo com muito rock’n’roll pra galera.

Nesta sexta-feira (02), quem agita o palco do Pirata é um antigo conhecido da galera, o grande Uly Dolph, com seu violão e voz, apresentando um set list que vai dos sucessos do rock nacional aos clássicos do rock internacional.

No sábado (03), quem traz o rock n'roll pra galera e sobe ao palco do Pirata é Elton Faneco com seu repertório de pop e rock, nacional e internacional num formato acústico.

Vale lembrar que o Pirata está seguindo todas as normas de segurança exigidas para o combate e enfrentamento ao COVID-19. Então, torna-se obrigatório o uso de máscaras ao circular pelo bar, álcool gel para higienizar as mãos e o distanciamento das mesas e pessoal. O público está limitado a 30% da capacidade da casa.

Ressaltando que as casas noturnas tem autorização de funcionamento para atendimento aos clientes exclusivamente sentados, permanecendo proibido o acesso à pista de dança e o consumo por parte de pessoas que estejam fora de mesas. O horário de funcionamento do Pirata é das 17 às 23h.

As mesas poderão ter no máximo 4 pessoas.

Casa Treë

o Smash Surf n’ Turf é uma das delícias do novo cardápio da Casa Treë

A casinha mais charmosa e badalada da Domingos da Nova, preparando o seu arraiá para essa sexta-feira (02). Com certeza, muita gente bonita naquele ambiente pra lá de descontraído, farão a festa.

Vale lembrar que a Casa Treë lançou um cardápio novo, com petiscos, lanches e bebidinhas elaboradas preparadas com o maior carinho para os clientes da casa. Entre as novidades está o Smash Surf n’ Turf, que é um pão tipo brioche, amêndoas, duas carnes, camarão empanado, alface americana muçarela e maionese. estou salivando aqui só de pensar!

Vale lembrar que a casa atende também pelo delivery, quem quiser provar as delícias da Casa Treë, basta ligar para o número: (47)99700.7159, solicitar o cardápio e fazer seu pedido.

No Alvorada

⠀⠀

Atenção pessoal, hoje (02) e amanhã (03), o pessoal querido da Sociedade Recreativa Alvorada, preparou mais um final de semana repleto com suas delícias. Para dar início, nesta sexta-feira (02), a partir das 18h acontece a noite do schwarzsauer e do pastel. No sábado (03), tendo início às 11h. acontecerá a tradicional feijoada anual. Em ambos os dias acontece também o festival de pães e cucas denominado “Delícias do Alvorada”.

Seguindo todas as recomendações de segurança, todos os alimentos deverão ser encomendados com antecedência e será somente para retirada na sociedade não sendo permitido consumir no local.

Você pode escolher o seu prato através da imagem que ilustra essa nota, e fazer as reservas e encomendas pelos contatos de WhatsApp: Marcelo (47)99101.5659, Sônia (47)99716.4705 ou com Daysi (47)99976.4311.

Lembrando que o evento será no formato – Delivery e você não precisará levar um recipiente para o Kit Feijoada (Arroz, Feijão e repolho) - schwarzsauer - pães e cucas e todos os outros produtos serão entregues em uma embalagem reciclável.

Vamos embora que a litorina não espera.
Até semana que vem!