“Feliz dia do: É pra copiar?”
“Feliz dia do: É pra copiar?”

Em tempos de CTRL-C/ CTRL-V, nunca imaginei que um dia estaria voltando para uma sala de aula, ainda mais na posição de Professor, sendo que o que eu mais odiava era ter que meter as fuças num livro e estudar. O tempo passou, vieram as necessidades e tive que encarar mais esse desafio.

Mas posso garantir a vocês, que foi amor a primeira pergunta: “Professor, é pra copiar isso que você está passando no quadro?”

Ô tempo, em que sem didática nenhuma eu pensava em que as aulas resumiam-se em copiar aquilo que o Professor passava no quadro, por sorte, ou ironia do destino logo depois do primeiro impacto em sala de aula, comecei a fazer minha especialização e escolhi justamente a área da Educação, e a cada dia, semana que passavam, comecei a me apaixonar cada vez mais pelo ofício de poder educar.

Ontem foi o Dia do Professor, fiquei pensando numa série de questões que envolvem nossa tão necessária, porém tão pouco valorizada profissão. Estamos passando por um período turbulento, onde tivemos que saber e mais uma vez buscarmos sozinhos uma maneira de nos reinventar.

A solução encontrada foi trazer o universo da sala de aula para dentro de nossas casas.

Até então, esses profissionais desvalorizados passaram a ter um olhar especial de toda a sociedade, que passou a entender as nossas necessidades e até mesmo defender as nossas causas.

Infelizmente, quem deveria nos enxergar dessa maneira não o faz, pois somos considerados uma ameaça.

Estou falando da classe política, pois não passamos de uma séria ameaça aos seus mandos e desmandos. escrevo isso, pois torna-se mais fácil manipular uma sociedade burra e alienada, onde o povo não questiona e aceita tudo “de goela abaixo” o que parte dos detentores do poder.

Somos perigosos, subversivos, capazes até modificar as ideias da população. Cuidado com os Professores, minha gente!

Nesse período de campanha eleitoral é até cômico acessar as redes sociais e nos deparar com inúmeros elogios tecidos por candidatos a nossa classe profissional, é uma chuva de “saudades”, de “transformadores da sociedade”, “construtores de vidas” algo poético para ser lido por aqueles que não sabem que até então, éramos chamados de “vagabundos”, “desordeiros” e tantos outros adjetivos que não convém falar.

Pior são os candidatos que suas raízes vieram de uma sala de aula, adentraram o universo da política, que pouco ou nada fizeram por seus colegas de profissão e que passam agora a ostentar novamente o título de Professor (a), para conseguir angariar votos dessa classe tão esquecida justamente por eles.

É minha gente, se não fosse por nossos alunos, ex-alunos e seus familiares, acredito que essa data nem seria mais comemorada. Felizmente, a comemoramos através dos recados mais singelos que recebemos e sabemos o significado e a importância que nós Professores temos nas vidas de cada um deles.

Para encerrar, já que o assunto acabou em política, deixo aqui uma frase de Dom Pedro I, Imperador do Brasil: “Se não fosse imperador, desejaria ser professor. Não conheço missão maior e mais nobre que a de dirigir as inteligências jovens e preparar os homens do futuro.”

Que sirva para pensar!

No Pirata

Sábado tem o som da banda Princípio Ativo no Pirata.

Atenção marujos, final de semana despontando no horizonte, muitas oportunidades e divertir-se é uma delas. É por isso que o Pirata já está com as cervejas preparadas no freezer para receber seu público nas noites de sexta e sábado.

Para início de conversa, nessa sexta-feira (16), quem invade o palco da casa é a banda Green Belly, uma dupla de rock e country acústico que se apresenta pela primeira vez na casa e que traz no repertório os clássicos do rock dos anos 60 e 70, rock alternativo, contemporâneo, punk e metal.

No sábado (17), o acústico de uma das melhores e mais queridas bandas da região, que é a Princípio Ativo, que irá se apresentar essa noite no formato duo. No play list, sucessos para cantar e encantar.

Lembrando ainda que no Pirata, você encontra aquelas super porções e os mais deliciosos lanches para matar a sua fome.

Fica o toque que o Pirata está seguindo todas as normas de segurança conforme orientação da prefeitura de Jaraguá do Sul, sendo que o público está limitado a 30% da capacidade, mesmo assim, a casa orienta para que todos mantenham as distâncias entre pessoas e tragam suas máscaras. As mesas poderão ter no máximo 4 pessoas, ao transitar pelo bar você deve estar usando máscara.

Barbecue

Sábado é dia de Costela ao barbecue no Juventus

Neste sábado (17) a partir das 11h30min. mais uma receita especial sendo servida nas dependências do Grêmio Esportivo Juventus. O prato da vez será uma deliciosa costela ao molho barbecue acompanhada por arroz e salada. Lembrando que além da costela, rola também a tradicional feijoada, que será servida no novo salão social do Estádio João Marcatto.

Para quem quiser, poderá almoçar por lá mesmo ou se preferir retirada no local ou ainda, pedido pelo Delivery. Haverá no dia um completo serviço de bar com cerveja, refrigerante.

Vale lembrar também que todos os domingos, o Clube oferece a opção de galinha e agora também, costela assada.

Tanto no sábado como para o domingo, as reservas podem ser feitas pelo WhatsApp (47) 99690.9950.

Cheguei ao número 300

Cheguei a minha coluna de número 300 aqui no OCP.

Galera, parece que foi ontem que o Max Pires fez o convite para eu escrever minha coluna no Poracaso e depois acabei aportando aqui no OCP, quero compartilhar minha alegria com vocês, meus leitores, pois e essa já é minha trecentésima coluna aqui na casa.

Lembrem-se: Figurinha repetida não completa álbum, vamos embora que a litorina não espera.
Até semana que vem!