Como um bom vinho, acredito que vamos amadurecendo com o passar do tempo, com nossas experiências, sabores e dissabores da vida. O tempo passa e a cada volta do relógio a vida também se vai e se você deixar para fazer algo amanhã, pode ser que você não terá mais o tempo suficiente para fazê-lo.

Sou do tempo em que entrar no Clímax, significava adentrar o estabelecimento comercial da Dona Erna Emmendöerfer, situado na Marechal Deodoro (Clímax Magazine), de comer as balas mastigáveis de hortelã ou de laranja da Sasse, tomar a original Laranjinha Max Whilhelm, comer pipoca na saída da Missa ou do Colégio, feitas com todo o carinho pelo “Sêo” Zeca pipoqueiro e tem mais...

Ir ao Cine Jaraguá assistir ao lançamento do mais recente filme dos Trapalhões e me fartar na bomboniere do cinema, comprando Banda, drops da Garoto (o de anis era o melhor), Lanche Mirabel, Cigarrinhos e Moedas de chocolate e depois de assistir ao filme voltar pra casa pelos trilhos do trem.

Sou do tempo em que o Merthiolate ardia, que criança para crescer forte e saudável tinha que tomas Emulsão Scott ou Sadol, que se passava Pó Secante nos ferimentos, que se tomava Mellhoral para dor de cabeça, ou xarope Farmacetina Vitaminada se estivesse gripado.

Passei por situações constrangedoras, como estar na sala de casa junto com meus pais e ver um casal se beijando de forma mais afoita em alguma novela na TV, de ver seus pais no corredor do colégio buscando meu boletim porque as notas estavam abaixo da média, ou de ter que chegar em casa e dizer: reprovei!

Ah, mas a maioria delas são lembranças boas, que invadem minha mente nesse momento. A vida que eu vivi e que gostaria que muitos que se consideram sabichões nos dias de hoje, tivessem vivido e aprendido alguma coisa com elas também.

Em primeiríssimo lugar o respeito, de reconhecer de onde se veio e quem são aqueles que vieram antes de você. O respeito de saber esperar sua vez numa fila, de dizer bom dia, boa tarde e boa noite, de saber devolver o carrinho de compras no mercado, levando-o ao lugar de onde foi tirado.

Não quero dizer com isso que sou o dono da verdade, simplesmente quero dizer que aprendi. E esse processo de aprendizagem não foi tão fácil, tampouco de forma didática, aprendi observando, participando, muitas vezes de longe, mas eu estava lá.

Nunca esqueço de um texto que li na Pós graduação, que falava sobre o Silêncio Filosófico, ou seja, o tempo que os pupilos (aprendizes), dedicavam a ouvir o que os Filósofos (detentores do saber) tinham a falar e esse período era deveras longo, devido ao teor de seus ensinamentos.

Nos dias atuais, filhos mandam os pais, avós calarem suas bocas, pois tudo o que fora aprendido até então não serve mais. A experiência de vida caiu por terra e o mais importante é tentar mostrar que se tem razão.

Bons tempos eram aqueles em que as crianças sentavam-se todas juntas na “mesa dos inocentes” e não como hoje, querendo ocupar o primeiro e mais importante lugar à mesa dos adultos. Tempo em que as palavras eram medidas pois tinha “gente descalça” no recinto.

É minha gente, na eminência de entrar na minha última casa dos 40 anos, estou vendo muitas coisas desagradáveis acontecerem, não digo com isso que fiquei chato, mas sim, um pouco mais exigente.

Será que o futuro nos trará soluções para esses fatos, o a situação tende a piorar cada vez mais? Que sirva para pensarmos um pouco o que iremos querer para as próximas gerações.

Eu prefiro as coisas como eram nos tempos que amarrávamos o cachorro com linguiça!

Frango

Garanta seu almoço de domingo no Grêmio Esportivo Juventus.

Coisa que jogador de futebol não gosta de ouvir falar é em frango, mas esse frango é diferente! Todos os domingos a partir das 11h30 minutos, o Grêmio Esportivo Juventus prepara aquele delicioso frango assado e recheado que você pode buscar ou pedir para receber na sua casa ou trabalho.

Para quem quiser buscar, o Clube oferece estacionamento e ausência de fila no ato da entrega. Além disso, o Juve oferece guarnições completas com maionese, refrigerante, cerveja oficial, pudim de sobremesa e produtos exclusivos do Juventus.

As reservas podem ser feitas Reserve pelo WhatsApp (47) 99690-9950.

No Alvorada

Para quem aprecia a iguaria, fica o convite;

Agendem aí dia 04 de setembro a partir das 18h acontece a noite do schwarzsauer e dia 05 de setembro (11h) a feijoada anual e o festival de pães e cucas “Delicias do Alvorada” da Sociedade Recreativa Alvorada.
Seguindo todas as recomendações de segurança, todos os alimentos deverão ser encomendados com antecedência e será somente para retirada na sociedade não sendo permitido consumir no local.
Escolha suas delícias pelo cardápio e faça suas reservas e encomendas pelos contatos de WhatsApp com o Marcelo (47) 99101-5659, Sônia (47) 99716-4705 ou Daysi (47) 99976-4311
O evento será no formato – Delivery e você não precisará levar um recipiente para o Kit Fei-joada (Arroz, feijão, repolho e laranja) - schwarzsauer - pães e cucas e todos os outros produ-tos serão entregues em uma embalagem reciclável.

Lembrem-se: Figurinha repetida não completa álbum, vamos embora que a litorina não espera.
Até semana que vem!