Texto escrito por Ana Kamila

Em 2020, a Bolsa de Valores ganhou mais de 900 mil novos investidores no Brasil. Quando falamos em investimentos em renda variável, vem sempre a reflexão: é melhor investir diretamente na Bolsa ou por fundos de investimento?

O impacto positivo no resultado dos seus investimentos está relacionado a ter boas empresas no seu portfólio, empresas que geram crescimento e lucro. Sugiro que você faça a si mesmo algumas perguntas: eu sou capaz de escolher boas empresas? Consigo analisar o cenário de um determinado segmento ou o balanço de resultados de uma empresa? Quero investir meu tempo para adquirir conhecimento sobre o mercado?

Conhecimento nunca é demais, mas você talvez tenha outras prioridades no seu dia a dia. Entender que respostas você dá às perguntas que mencionei é fundamental para saber que produtos fazem mais sentido para sua carteira.

O investimento em ações exige mais conhecimento e tempo do investidor. Já, com os fundos, você delega a gestão do seu dinheiro em renda variável para um profissional. O gestor possui uma equipe capacitada para estudar as empresas e avaliar cenários, buscando resultados positivos para os cotistas do fundo através de uma gestão ativa.

Mesclar as duas estratégias pode ser também uma alternativa interessante. Se você gosta de acompanhar uma empresa da sua cidade, por exemplo, ou até mesmo a empresa em que você trabalha, comece por aí, comprando ações dessas companhias.

Com o restante do seu percentual dedicado à renda variável, aplique em bons fundos de ações. Os fundos permitem que, através de um único investimento, você tenha uma diversificação em dezenas de ações. Também atente-se aos custos envolvidos.

Saiba o quanto você está pagando em taxa de corretagem, taxa de administração e recolhimento de impostos. A principal lição é compreender que, no atual cenário do Brasil, investir nesta categoria é fundamental - seja diretamente na Bolsa, seja através de fundos.

Com o nível da taxa básica de juros atual, a Selic, em 2%, mesmo para o público conservador se faz necessário o investimento de um percentual em renda variável, a fim de trazer um ganho real aceitável aos seus investimentos. Além disso, ao comprar ações e se tornar sócio de diferentes empresas, você investe na economia real, ou seja, nas principais companhias brasileiras. Essa também é uma maneira de impulsionar o crescimento do país e a sua geração de empregos.

Ana Kamila. Contato: ana.casagrande@warren.com.br | warren.com.br