Texto escrito por Caio Rangel, CEA da Warren.

Há pessoas que gostam de aproveitar tudo o que a vida tem a oferecer sem medir muito esforço ou pensar no amanhã. Elas abraçam com intensidade todas as oportunidades, bem ao estilo de Ferris Bueller no clássico filme dos anos 80 “Curtindo a vida adoidado”.

Tenho alguns amigos, que sempre me perguntam: "Mas Caio, eu nem sei onde eu estarei amanhã, como posso pensar daqui 20 anos?

Por outro lado, há aqueles que são mais cautelosos em relação ao presente. Esse grupo tem a tendência de pensar muito antes de dar um passo importante que impactará o planejamento do seu futuro.

Em qual destes dois perfis você se encaixa?

Quero dizer aqui, em primeiro lugar, que não há certo e errado nesta história. São duas formas paralelas de encarar diversos aspectos e momentos, inclusive quando o assunto é finanças e investimentos.

O propósito de quem faz parte do primeiro grupo é basicamente não deixar para amanhã o que pode ser feito hoje. Algo como “por que não compro isso hoje se nem sei se vou estar aqui amanhã!”.

Essa sensação de viver como se não houvesse futuro é bastante prazerosa porque traz para hoje o seu sonho de amanhã. Mas, na contrapartida, é preciso entender que é o tipo de perfil que te deixa exposto a uma vida financeira extremamente conturbada.

Essas pessoas podem ser surpreendidas por imprevistos, já que, provavelmente, não focam em ter um planejamento financeiro e reservas. Quem pensa e investe no futuro prefere organizar suas economias e faz mais esforços diários para garantir o que imagina para si no futuro.

Geralmente, são pessoas que possuem tudo na ponta do lápis e dificilmente mexe em algo do que têm planejado. Um pensamento muito comum é o “ah, não posso comprar isso agora. Vamos pensar bem antes para ver se é realmente necessário”.

Em alguns casos, a rotina é tão controlada, que a pessoa chega até a ficar com a “fama de pão dura” entre a família e os amigos. Aqui, a maior recompensa vem a longo prazo: o planejamento financeiro rende belos frutos, como uma aposentadoria antecipada, a realização dos seus projetos pessoais e por aí vai.

Porém, sejamos honestos: existem coisas que nós não precisamos deixar de vivenciar hoje apenas com a justificativa de que talvez falte lá na frente, não é?

Lembre-se: “a virtude está no meio”

Essa afirmação, que muitos creditam a Confúcio, é a melhor forma de sintetizar a questão. Que fique claro: não estou apontando o que é certo ou errado. Mas é preciso lembrar que os dois perfis que citamos acima se tratam de extremos. E que, como quase tudo neste mundo, existe um meio-termo que precisa ser aplicado.

Aproveitar a vida e planejar o futuro não são excludentes entre si, são fatores que se complementam. Não é preciso optar por um ou pelo o outro. A ideia é: ache o equilíbrio entre os dois e tenha a sua realização de curto, médio e longo prazo.

Desta forma, não há arrependimentos por ter deixado boas oportunidades escaparem ou por não ter se preparado o suficiente. Pense nisso: a liberdade financeira está na possibilidade de viver com qualidade e com independência.

Mas como fazer isso, Caio?

Organização e disciplina. A chave está nestas duas palavras. Uma rotina disciplinada leva a uma vida organizada financeiramente. Não veja essas duas questões como algo ruim, mas como uma mudança de hábito, que pode ser difícil no início, mas com o tempo fluirá de maneira leve e saudável.

Quem aproveita o agora sem pensar no amanhã é incerto, pode dar de cara com uma vida bem longínqua e descobrir que, se tivesse se preparado, não dependeria de uma aposentadoria pelo INSS, por exemplo.

Já para quem está no outro extremo, algumas dicas: primeiro, não basta poupar, você precisa investir com perspicácia e fazer o dinheiro trabalhar para você. E dica dois: aproveite um pouco as oportunidades boas da vida. Elas, muitas vezes, são o começo de grandes histórias.

Tenho certeza de que você vai se agradecer por ter se planejado para quando chegar a hora de colher os louros. E aqui na Warren, temos consultores preparados para ajudar todas as pessoas nessa jornada.

Caio Rangel, CEA da Warren. Contato: caio.rangel@warren.com.br | warren.com.br