A ida ao supermercado não é mais a mesma. Você também tem a sensação de entrar com a mesma quantidade de dinheiro e sair com sacolas a menos? Trago hoje o impacto real para as famílias brasileiras quando falamos de inflação — e a importância em analisar esse índice quando falamos em investimentos financeiros.

A inflação oficial acumulada em 12 meses já chega a 6,10%, ultrapassando o teto da meta de 5,25% estabelecida pelo Banco Central. O encarecimento mais evidente é observado nos alimentos e combustíveis, até porque estes dois itens possuem o
maior peso na observação do índice.

O cálculo do IPCA leva em consideração uma cesta de produtos e serviços utilizados por pelo menos 90% das famílias brasileiras habitantes em áreas urbanas com orçamento familiar e renda mensal de 1 a 40 salários mínimos.

Segundo o IBGE, a proporção desses produtos e serviços na cesta de referência é composta da seguinte forma: 24,77% para alimentos e bebidas; 18,29% para transporte; 15,82% para habilitação; 12,27% para saúde; 10,81% para despesas pessoais; 5,65% para vestuário; 5,01% para educação; 3,91% para produtos residenciais; e 3,42% para serviços de comunicação.

No âmbito salarial, se de um ano para o outro a variação do seu salário for igual ao IPCA, significa que você manteve o seu poder de compra. Já se o aumento do seu salário for menor que a inflação do ano, você perde poder de compra, pois nesse cenário os preços subiram mais do que a sua renda.

Nos últimos 20 anos, o IPCA sofreu variações onde o pico chegou a uma alta de 12%, então muitos brasileiros se preocupam com esse movimento. Na minha opinião, este é um dos principais índices econômicos para se levar em
consideração, pois ele afeta a todos, sem exceção.

E quando falamos de investimentos, qual o papel do IPCA? Bom, a lógica é a mesma do salário. Se você tem um dinheiro investido na poupança em seu banco, significa que nos últimos 12 meses o seu rendimento foi de aproximadamente 1,60%, enquanto a inflação no mesmo período já acumula 6,10%. Aí vale repetir aquele famoso ditado: ‘’Você está perdendo dinheiro na poupança’’. Digo isso, pois em 2020 o Banco Central divulgou que o saldo em poupança no Brasil terminou
acima de R$ 1 trilhão!

Por isso, quando falamos do seu dinheiro ao longo do tempo, a inflação pode ser uma grande vilã, fazendo com que todo o seu esforço em poupar não seja o suficiente para viver com tranquilidade. E sim, a tranquilidade vem por meio do dinheiro, desde que você escolha bem onde investir.

Texto por Ana Kamila, CFP.
[email protected]