Texto escrito por Cesar Augusto Corso

Ao avaliarmos os investimentos e a economia durante o primeiro mês deste ano, temos a certeza de que 2020 não terminou. A quantidade de eventos atípicos ocorridos em janeiro parece confirmar que viveremos muitos dias de volatilidade e incertezas em 2021.

Iniciamos o ano com muita euforia nas bolsas, principalmente durante a primeira semana. Mas isso passou rapidamente, pois a realidade dos eventos foi colocando o mercado financeiro com as barbas de molho.

O primeiro evento de peso foi a invasão do Capitólio, um acontecimento impensável para a maior democracia do mundo e que ocorreu no dia em que o Congresso americano confirmaria a eleição de Joe Biden à presidência.

Na sequência, tivemos os aumentos de casos de Covid-19 se espalhando pelo mundo inteiro e provocando novos lockdowns em vários países. E, no final do mês, entrou em ação um movimento orquestrado pelo WallStreetBets, fórum na rede social Reddit, que provocou perdas bilionárias aos hedge funds americanos.

No Brasil, além do aumento dos casos de coronavírus, a falta de planejamento na compra de vacinas ficou escancarada. Também enfrentamos dificuldades com a nova cepa do vírus encontrada no Amazonas, o que provocou a falta de oxigênio no estado e a morte de pessoas pela falta desse insumo. E no final de janeiro, ainda tivemos a entrada no radar das eleições do legislativo e de uma possível greve de caminhoneiros.

Estas incertezas também apareceram na economia, pois a falta de um programa de vacinação em massa fez com que o horizonte de crescimento do país se tornasse nebuloso. Todos estes eventos provocaram muita volatilidade no mercado, com o dólar subindo fortemente durante o mês e o Ibovespa fechando em queda forte.

Janeiro parece ter dado o tom do que enfrentaremos em mais um ano de incertezas perante a pandemia, o que deve fazer com que as pessoas tenham calma e paciência nas suas decisões de investimentos. Mesmo com todas essas incertezas, é bom lembrarmos das nossas promessas de final de ano.

Muitos que estão lendo este texto devem ter incluído nas suas promessas para 2021 a busca por melhores investimentos ou por mais conhecimento nessa área. Justamente por vivermos em um mundo de incertezas, a independência financeira deve ser priorizada como um objetivo de vida, já que é esta independência que pode nos trazer tranquilidade e facilidade para nos movimentarmos em um futuro imprevisível. Por isso, não protele ainda mais a sua busca por investir melhor e por conhecer o mercado financeiro com mais profundidade.

Cesar Augusto Corso. Contato: cesar.corso@warren.com.br | warren.com.br