Imagem ilustrativa | Pixabay
Imagem ilustrativa | Pixabay

Os transtornos mentais estão entre os problemas de saúde mais prevalentes que afetam a população jovem adulta. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), em 2015, cerca de 264 milhões de pessoas sofriam de transtorno de ansiedade.

Considerada a “doença do século XXI”, é caracterizada por um estado subjetivo desagradável de inquietação, medo, tensão e preocupação excessivas. Este fato, segundo estudos, está ligado com o aumento da quantidade de informação disponível, principalmente nas mídias digitais, além de fatores socioeconômicos e ambientais.

Existem inúmeras formas de tratamento para estes transtornos, os quais devem sempre ser realizados com acompanhamento médico, após correto diagnóstico. Dentre eles, encontram-se as práticas integrativas, como a acupuntura. Embora a terminologia ansiedade não seja encontrada na literatura da medicina tradicional chinesa, os sintomas descritos são amplamente estudados, assim como intervenções por técnicas tradicionais como a própria acupuntura.

Essa prática milenar tem a capacidade de prevenir e/ou auxiliar no tratamento de enfermidades por meio da inserção de finíssimas agulhas em determinadas regiões do corpo. Os resultados são reconhecidos tanto pela OMS, como por pesquisas científicas. Trata-se de uma excelente terapia integral que atua diretamente em níveis complexos do funcionamento do organismo (psicológico, comportamental, biológico).

Diferentes profissionais de saúde, regularmente formados, podem realizar esta técnica. Dentre eles, encontra-se o Biomédico, profissional com competência para realizar procedimentos invasivos e com conhecimento abrangente na área de práticas integrativas, além de capacitado a atuar em clínicas de estética, análises clínicas, toxicologia, bancos de sangue, diagnóstico molecular, entre outras áreas importantes da saúde. Dia 20 de novembro comemora-se o Dia do Biomédico, profissional essencial para a integralização da saúde.

Adrielli Tenfen Voltolini

É Doutora em Ciências Farmacêuticas, Mestre em Química, com graduação em Farmácia. Atualmente, é coordenadora dos cursos de Farmácia e Biomedicina da UniSociesc Jaraguá do Sul.

E-mail: adrielli.voltolini@unisociesc.com.br