♫ “Diga quem você é, me diga/
Me fale sobre a sua estrada/
Me conte sobre a sua vida/
Tira a máscara que cobre o seu rosto/
Se mostre e eu descubro se eu gosto/
Do seu verdadeiro jeito de ser.”
(Máscara, Pitty).

Você sabe quem foi a primeira pessoa a atingir a marca de um milhão de seguidores no Instagram?

Apesar de hoje existirem diversos influenciadores com dezenas de milhões, ser o primeiro a atingir esse número nunca deixará de ser impressionante.

O Instagram.

As redes sociais transformaram a forma como as pessoas se relacionam. Especialmente os mais jovens. Os leitores mais experientes provavelmente passaram pelo ICQ (que, na realidade, é um programa de comunicação, mas que permitia encontrar pessoas do mundo todo, aleatoriamente ou não.

Aqui no Brasil não é mais muito usado, mas em várias partes do mundo ainda tem legiões de usuários) e pelo Orkut antes de usarem o Facebook, Instagram, Twitter, Pinterest, entre tantas outras.

O Instagram foi lançado em 2010 e começou como uma rede social para compartilhar fotos em formato estilo Polaroid. Muita gente aderiu justamente porque não havia discussões, como já estava acontecendo no Facebook (especialmente os ataques de ódio). Com o tempo, várias funcionalidades foram acrescentadas, inclusive por conta da concorrência.

Instagramável.

Alguns sucessos se medem por conta de nomes que viram referência ou que se criam por conta do produto ou serviço. Quantas pessoas chamam lâminas de barbear de Gilette, maisena de Maisena, leite condensado de Leite Moça, hastes com pontas de algodão de Cotonetes. Existem muitos exemplos.

Com o Instagram aconteceu parecido. Na onda de se publicar tudo o que se faz, quando acorda, quando come, quando corre, quando dorme e até quando vai ao banheiro, criou-se um hábito, por vezes bizarro, de tornar tudo público, registrando-se em fotografias comportamentos, lugares e coisas.

E quando estes lugares e coisas (comidas, por exemplo) são bonitos ou chamam a atenção positivamente, agora costumam ser chamados de instagramáveis. Ou seja, são tão legais ou belos que poderiam fazer sucesso no Instagram.

O primeiro milhão.

Já imaginaram quem foi a primeira pessoa que ganhou um milhão de seguidores no Instagram? Artista, esportista, político?

Foi o cantor Justin Bieber, em 2012. Também é dele o vídeo no Instagram que foi o primeiro a passar de um milhão de curtidas, em 2013. A atriz Jennifer Aniston, ano passado, conseguiu 1 milhão de seguidores em meras 5 horas!

Esse ano, o jogador Cristiano Ronaldo alcançou a inédita marca de 200 milhões de seguidores na plataforma. Atrás dele vêm, nessa ordem (pelo menos por enquanto), Ariana Grande, Dwayne Johnson (The Rock), Selena Gomez, Kylie Jenner, Kim Kardashian, Messi, Beyonce e Neymar.

Esses números não mexem apenas com vaidades; movimentam cifras também milionárias nos negócios.