Na última sexta-feira (1º) a WEG deu um importante passo para a consolidação do Centro de Inovação Novale Hub como eixo de desenvolvimento do município: a inauguração do Centro de Inovação Aberta IoT WEG, localizado em Jaraguá do Sul.

O espaço servirá para o desenvolvimento de dispositivos para monitoramento de máquinas, assim como software e aplicativos voltados para a indústria 4.0. Além disso, o local será ideal para o relacionamento da WEG com startups.

Em 2019, um dos focos da equipe de pesquisadores é o aperfeiçoamento e desenvolvimento de novas funcionalidades do sistema de monitoramento de máquinas elétricas, o WEG Motor Scan, e do Portal IoT WEG.

“Estar fisicamente nesse local é formidável. Favorece a cooperação mútua entre a WEG e as demais empresas instaladas no Centro de Inovação Novale, bem como possibilita estarmos mais conectados a entidades externas que estejam vinculadas à inovação. Este será o nosso local prioritário para nos relacionarmos com startups e entidades voltadas à inovação“, explica Sebastião Nau, gerente de Pesquisa e Inovação Tecnológica da WEG.

Segundo o gerente, a empresa entende a importância desse movimento e de estar cada vez mais próxima de agentes propulsores de tecnologia e inovação.

“Percebemos a necessidade de acelerar nossas iniciativas voltadas à inovação aberta, desenvolvendo tecnologias com nossos parceiros externos, principalmente as startups, com o intuito de estarmos sempre colocando no mercado o que há de mais novo”, finaliza.

Além do Centro de Inovação Aberta IoT WEG, o prédio do Centro de Inovação receberá centros de P&D de outras empresas, inúmeras startups, aceleradoras, empresas de base tecnológica e inovadores interessados em encontrar um local propício para desenvolver seus projetos tecnológicos.

51 vagas

O Sistema Nacional de Emprego (Sine) abriu o mês de fevereiro com 51 vagas em sua agência em Jaraguá do Sul, em diversos perfis, com destaque para 15 postos para atendente de lanchonete.

Cinco dos postos de trabalho - três no comércio, um em telemarketing e um na indústria - são voltados para pessoas com deficiência (PCD).

Interessados  devem comparecer ao Sine de Jaraguá do Sul, na rua Antônio Cunha, 160, Vila Baependi, junto a Rodoviária para encaminhamentos. O atendimento vai das 7h30 às 11h30 e das  12h30 às 16h30.

Mais de 5,2 milhões de dívidas

Os bancos enviaram aos clientes mais de 14 milhões de ofertas de migração do cheque especial para o crédito parcelado, entre junho e dezembro de 2018.

Mais de 5,2 milhões de débitos no cheque especial foram convertidos, no ano passado, em linhas de crédito alternativas a custo mais baixo, segundo a Federação Brasileira de Bancos (Febraban).

O cheque especial é a modalidade de crédito com a maior taxa de juros do mercado para as pessoas físicas.

Em dezembro de 2018, chegou a 312,6% ao ano ou 12,5% ao mês. Para se ter uma ideia, a taxa média dos juros do crédito pessoal é muito menor, 107,3% ao ano, 6,3% ao mês.

Selic

Instituições financeiras, consultadas pelo Banco Central (BC), não esperam mais por aumento na taxa básica de juros, a Selic, neste ano. A previsão para a taxa ao final de 2019 passou de 7% para 6,5% ao ano, atual patamar da Selic.

Para 2020, no entanto, o mercado financeiro projeta aumento da Selic, com a taxa encerrando o período em 8% ao ano.

Essas projeções estão no Boletim Focus, pesquisa semanal do BC feita a instituições financeiras sobre os principais indicadores econômicos.

A primeira reunião deste ano do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central, responsável por definir a Selic, começa na terça-feira (5).

Corte de cargos comissionados

O governo federal pretende economizar R$ 209 milhões por ano com o corte de 21 mil cargos comissionados.

Segundo a Secretaria Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia, o decreto com a reestruturação de funções e gratificações técnicas em toda a Esplanada dos Ministérios será editado ainda este mês.

De acordo com a pasta, a iniciativa contribuirá para simplificar a gestão e enxugar a diversidade de cargos e comissões.

O Ministério da Economia não detalhou a distribuição dos cortes por órgãos nem por tipos de cargos, mas informou que pretende extinguir algumas gratificações de legislação muito antiga, algumas que não estão sendo ocupadas e outras de baixo valor individual, que não representam função de chefia.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?