Com uma ação que envolveu a venda de gasolina sem tributos, na sexta-feira (27), o Núcleo de Jovens Empreendedores da Acijs concluiu as atividades do Feirão do Imposto, iniciativa nacional que visa mostrar à sociedade o impacto da alta carga tributária no dia a dia das pessoas.

A exemplo de outras cidades no País, em Jaraguá do Sul uma agenda foi organizada com atividades que envolveram os consumidores. A programação teve início no dia 24, com uma palestra presencial no Centro Empresarial abordando a composição de custos de produtos e serviços e a influência de tributos, seguiu no dia seguinte (25) com uma live orientando como o Imposto de Renda pode beneficiar projetos sociais na comunidade, e finalizou com a venda de gasolina sem imposto, na sexta-feira.

Eduardo Rillo, integrante do Núcleo de Jovens Acijs e diretor-adjunto de negócios do Cejesc, que acompanhou pela manhã a atividade na filial 22 da rede de Postos Mime da Barra do Rio Cerro, comenta que o evento foi bem-sucedido, graças à organização da empresa Agricopel e a colaboração dos consumidores.

Funcionários do posto distribuíram senhas e coordenaram o fluxo, atendendo os 100 primeiros clientes, que tinham direito a abastecer até R$ 100 ao preço de R$ 4,99 o litro.

O coordenador do Feirão do Imposto, Giovani Brugnago, e o líder do Núcleo de Jovens Empreendedores, Jean Campos, também destacaram a importância da parceria com a empresa e a receptividade que a comunidade demonstrou com as ações realizadas em Jaraguá.

Golpe

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) negou, por unanimidade, o recurso de uma moradora do município de Ponta Grossa (PR) que pedia indenização por danos materiais e morais à Caixa Econômica Federal (CEF) após perder R$ 25 mil em “golpe do motoboy”. Conforme a 3ª Turma, a instituição financeira não pode responder por golpe aplicado por terceiro, cabendo ao correntista agir com zelo.

Planos de saúde

Após um inédito reajuste negativo no ano passado, os planos de saúde individuais ou familiares poderão subir até 15,5% este ano. O percentual máximo de reajuste que poderá ser aplicado às mensalidades foi fixado na quinta-feira (26) pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). A decisão já foi publicada no Diário Oficial da União.

Confiança

O Índice de Confiança da Indústria (ICI), calculado pela Fundação Getulio Vargas (FGV), subiu 2,3 pontos de abril para maio deste ano e chegou a 99,7 pontos, em uma escala de zero a 200 pontos. Essa foi a segunda alta consecutiva do indicador, que atingiu o maior patamar desde dezembro do ano passado (100,1 pontos). Houve aumento da confiança dos empresários em 12 dos 19 segmentos da indústria brasileira pesquisados pela FGV.

Banana

Santa Catarina deve aumentar em 50% a produção da banana em 2022, em relação ao ano anterior, de acordo com o Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola (Epagri/Cepa), que estima uma produção de 725,8 mil toneladas contra 480,7 mil toneladas em 2021. Um dos fatores que alavancou esse crescimento foi o plano de recuperação dos bananais catarinenses afetados pelo ciclone bomba em 2020.

Indenização

Uma instituição de ensino superior de São José deverá indenizar ex-aluna após inscrevê-la em órgãos de proteção ao crédito por dívidas de mensalidades que não deveriam ser cobradas. A sentença é do juiz Rafael Rabaldo Bottan, do Juizado Especial Cível da comarca daquele município, que fixou indenização por danos morais no valor de R$ 11 mil.

Diesel

A crise de abastecimento de diesel é global e o Brasil não vai passar imune à escassez do produto, principalmente se a Petrobras não alinhar seus preços com o mercado internacional, avalia o presidente da Associação Brasileira dos Importadores de Combustíveis (Abicom), Sérgio Araújo. As informações são do Estadão/Broadcast. Apesar de ainda não faltar nos postos de abastecimento, a possível escassez do produto no segundo semestre começa a preocupar também os caminhoneiros, que já reclamavam do preço e agora terão mais um fator de estresse na categoria.