Com o mercado internacional aquecido, Santa Catarina comemora o melhor desempenho da história na exportação de carnes.

Em 2019, o embarque de carne suína bateu recorde e o de frango teve seu segundo melhor resultado em 22 anos, impulsionando todo o setor de proteína animal.

Os catarinenses encerraram o ano com um faturamento de US$ 3,12 bilhões com as exportações de carnes, um crescimento de 19,4% em relação a 2018.

Ao longo do ano, Santa Catarina embarcou 1,7 milhão de toneladas de carne de frango, suína, bovina, de perus, patos, marrecos e demais carnes e miudezas - um aumento de 11% em comparação a 2018.

De janeiro a dezembro de 2019, foram 411,3 mil toneladas de carne suína embarcadas, gerando um faturamento de US$ 856,6 milhões, um aumento de 31% em relação ao ano anterior.

Já a carne de frango teve, de janeiro a dezembro, 1,2 milhão de toneladas vendidas para o mercado externo, com um faturamento que passa de US$ 2,2 bilhões.

Santa Catarina é reconhecida internacionalmente pela qualidade do agronegócio e o cuidado com a saúde animal e vegetal.

É o único estado brasileiro reconhecido pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) como área livre de febre aftosa sem vacinação e área livre de peste suína clássica.

Produção industrial

A produção industrial catarinense acumula alta de 2,5% de janeiro a novembro de 2019 na comparação com o mesmo período do ano anterior.

O resultado, quinto melhor do país, foi puxado principalmente pelas atividades de máquinas, aparelhos e materiais elétricos (13,8%) e produtos de metal (9,1%), mostram os dados do IBGE, divulgados pelo Observatório FIESC.

Lideraram o ranking no período os estados do Paraná, que cresceu 5,4%, Amazonas, com alta de 3,5%, Goiás (3,3%) e Rio Grande do Sul (2,9%).

Desestatização

A Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência (Dataprev) foi incluída no Programa Nacional de Desestatização (PND), de acordo com o Decreto nº 10.199, de 15 de janeiro de 2020, publicado no Diário Oficial da União desta quinta-feira (16).

“Fica qualificada, no âmbito do Programa de Parcerias de Investimentos da Presidência da República - PPI, e incluída no Programa Nacional de Desestatização - PND a Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência – Dataprev”, diz o decreto em seu artigo primeiro.

A Dataprev é uma empresa pública, criada em 1974, conforme a Lei nº 6.125, de 4 de novembro daquele ano, assinado pelo presidente Ernesto Geisel.

Em seu portal na internet, a empresa informa que, entre outros serviços, é responsável pelo processamento do pagamento mensal de cerca de 34,5 milhões de benefícios previdenciários e pela aplicação on-line que faz a liberação de seguro-desemprego.

Venda direta de combustível

O presidente Jair Bolsonaro está discutindo a possibilidade de revogação de norma da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) que proíbe a venda direta de combustíveis aos postos.

Bolsonaro defende que seja autorizada a venda direta de etanol das usinas para os postos de combustíveis e também de outros derivados do petróleo.

Segundo ele, isso poderia reduzir em cerca de 20 centavos o valor do litro do combustível.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul

Facebook Messenger