O edital do leilão 5G está no Tribunal de Contas da União (TCU) para análise e deve ser lançado até o fim deste ano.

“Vamos liberar a outorga do direito de uso da frequência, que são essas vias por onde os sinais trafegam”, diz o presidente da Anatel Leonardo Euler de Moraes. Segundo ele, a tecnologia deve chegar ao país até o fim do ano.

Em reta final de avaliação pelo Tribunal de Contas da União (TCU), o leilão das radiofrequências que serão utilizadas pela nova geração de internet no Brasil é um passo importante que está sendo tomado em paralelo a uma série de medidas e adaptações que já vêm sendo articuladas tanto pelo Ministério das Comunicações quanto por operadoras que viabilizarão a novidade.

"Muito mais do que uma internet mais rápida, a tecnologia 5G, que deverá chegar ao Brasil até o fim do ano, irá revolucionar toda a sociedade e os meios produtivos. Não se trata de mais um G e sim de um guarda-chuva que envolve e potencializa outras tecnologias”, afirmou Moraes, em entrevista ao programa Brasil em Pauta que foi ao ar no domingo (2), na TV Brasil.

De acordo com Moraes, a tecnologia 5G será a catalisadora de outras tecnologias como a Internet das Coisas, inteligência artificial, robótica, inteligência mista e aumentada. Tudo graças à sua baixa latência, que é o tempo que os dados demoram para trafegar. “No caso do 5G, esse tempo é menor do que um piscar de olhos”.

Segundo ele, esse não será um leilão arrecadatório. Isso porque além da implantação do 5G, as empresas terão compromissos de investimentos como a cobertura de internet em estradas brasileiras e em localidades que ainda não contam com internet nenhuma. “Espera-se que, em 20 anos, sejam de mais de R$ 40 bilhões em investimentos”, diz.

E dá-lhe ovo

O brasileiro nunca comeu tanto ovo, segundo dados da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) e da Confederação Nacional da Agricultura (CNA). No ano de 2020, cada brasileiro comeu, em média, 251 ovos, com um total de 53 bilhões de ovos vendidos em 2020. É um volume recorde.

Em 2020, o valor bruto de produção de ovos chegou a R$ 19,1 bilhões. A previsão é de que haja um aumento de 5,2% neste ano, com movimento de R$ 20,1 bilhões.

Ilhados

Depois de ter ficado encalhado em março, durante uma semana, e de ter sido posteriormente liberado, o navio Ever Given, de bandeira panamenha, continua proibido de deixar o Canal de Suez até que os proprietários paguem às autoridades a multa pelos danos causados.

Mas não é apenas o navio que continua parado em uma das principais rotas marítimas comerciais do mundo: a tripulação ainda está presa a bordo do cargueiro e sem previsão para ser liberada.

A situação incerta deve-se a uma multa no valor de US$ 916 milhões exigidos pela Autoridade do Canal. E até que a multa seja paga, tanto a embarcação quanto a tripulação e carga serão mantidas como "reféns" pelas autoridades.

Selic

O mercado financeiro espera que a taxa básica de juros, a Selic, suba 0,75 ponto percentual para 3,5% ao ano, na reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC), marcada para esta terça (4) e quarta-feira (5). A avaliação consta do boletim Focus, do Banco Central.

Computação em nuvem

A União deixou de gastar R$ 304 milhões com a contratação de serviços de computação em nuvem para 52 órgãos federais. Realizada no fim de fevereiro, quando ocorreu a abertura das propostas, a licitação teve o resultado divulgado na última quinta-feira (28) pelo Ministério da Economia.

Coletivizando o prejuízo

Uma reportagem do Fantástico no domingo trouxe ao conhecimento público um caso inusitado - e grave - de desvio de recursos públicos. Na cidade de Dom Pedro de Alcântara, de apenas 2.500 habitantes, cerca de metade do orçamento de R$ 18 milhões previstos para o ano de 2021 foi perdido como resultado das ações do tesoureiro da Prefeitura, Simão Justo dos Santos.

Alertas do banco revelaram à prefeitura que Simão Justo dos Santos estava transferindo dinheiro das contas do município para sua conta pessoal em valores que chegavam a R$ 50 mil por operação.

Segundo a polícia, ele afirmou que pensou em usar cerca de R$ 8 milhões para recuperar suas perdas no mercado de ações - em suma, tornando pública a sua perda em investimentos privados.