As demandas, vantagens e desafios de ser um franqueado foram tópico de discussão na noite de quinta-feira no Jaraguá do Sul Park Shopping, durante o evento Talk Tenco - meeting de negócios do grupo Tenco.

A forma de negócios combina vantagens e desvantagens para o empreendedor: se por um lado, há a vantagem da marca e do negócio já testado, por outro lado há de se levar em conta as limitações na liberdade de gestão.

Segundo Milena Zimmermann, gestora de projetos do Sebrae, é importante para o potencial franqueado estudar bem a franquia na qual está interessado em ingressar e ter boa noção do seu perfil e do perfil da empresa.

"Não é para todos, quem não tem perfil para seguir as regras dos outros precisa estar ciente disso", alerta. Ao mesmo tempo, é importante que o acordado seja benéfico para ambas as partes. "Não compensa muito fazer parte de uma franquia que não está interessada no crescimento do franqueado", diz.

Ao mesmo tempo, ela destaca que o modelo ajuda a compensar alguns dos riscos associados à abertura de negócios, dado que, além do modelo de negócios já ter sido testado e provado no mercado, há a vantagem da força da marca e do orçamento maior para publicidade.

O processo é muito parecido com a abertura de uma empresa, mas passa por algumas distinções devido à participação do franqueador.

O processo envolve uma boa parte de burocracia com a análise de perfil, de projeto e de espaço antes da aprovação por parte da marca, processo que o shopping agiu para reduzir, segundo o superintendente da unidade, Olímpio Couto.

"Nós já antecipamos esse trabalho para, quando houver investidor para as marcas pré-aprovadas, já ter sido feito o processo de aprovação do empreendimento", explica.

A empresa periodicamente divulga o book de marcas pré-aprovadas, que atualmente conta com marcas de destaque como Pizza Hut e World Tennis.

A reunião de negócios para potenciais franqueados contou também com a participação do professor Marcus Vinicius Ávila Barbosa, da Unisociesc/FGV e CEO da World Port.

Ele ressaltou a importância das análises de risco ao se considerar a abertura de um negócio ou franquia,frisando que quanto maior o risco, maior o retorno potencial - e maior o preparo necessário.

DEL de Schroeder discute projetos

Na quinta-feira, as seis Câmaras Técnicas (CTs) do plano de Desenvolvimento Econômico Local (DEL) de Schroeder estiveram em reunião para discutir projetos para os próximos 20 anos.

"Ontem demos um passo muito importante na proposta do DEL, que foi um encontro em conjunto para o compartilhamento dos projetos, pois cada setor acaba precisando dos outros", explica Marcio Buzzi, membro da CT da indústria.

Entre os projetos discutidos, estão uma incubadora tecnológica para o município.

Subestação da Celesc é outra conquista

Outra conquista recente do programa de DEL de Schroeder foi a Implantação de um posto de manutenção e atendimento da CELESC no município, discutida em reunião entre a CT da indústria e o presidente da Celesc, Cleverson Siewert. A reunião também discutiu melhorias para o abastecimento de energia do município.

Empresa jaraguaense recebe Ana Paula Padrão

A jornalista e apresentadora Ana Paula Padrão visitou o estande da Feeling Estofados, de Jaraguá do Sul, na Abimad. A Feira Brasileira de Móveis e Acessórios de Alta Decoração acontece em São Paulo e dita as principais tendências do segmento.

No evento, a marca catarinense apresenta ao mercado diversos lançamentos, incluindo peças assinadas por importantes designers brasileiros. Na foto, ela está ao lado de Daiana Coelho e Laércio Coelho, diretor da Feeling.

Petrobras tem ressarcidos R$ 1,22 bilhão

Acordo de leniência assinado pela empresa holandesa SMB Offshore nesta quinta-feira (26) estabelece o pagamento de R$ 1,22 bilhão entre valores de multa e ressarcimento de danos à Petrobras.

Esse foi o quinto acordo assinado pelo Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União (CGU) e a Advocacia-Geral da União (AGU) com empresas investigadas no âmbito da Lei Anticorrupção (Lei 12.846/2013).

Aprovada subvenção do Diesel

A diretoria colegiada da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) aprovou o início do pagamento da subvenção econômica à comercialização de óleo diesel, estabelecida na Medida Provisória 838 de 2018, resultado das negociações do governo durante a greve dos caminhoneiros.

Os dois primeiros pagamentos serão feitos à Dax Oil Refino S/A e à Refinaria de Petróleo Riograndense S.A, nos valores de R$ 6.366,50 e R$ 114.943,22, respectivamente. Ao todo, a subvenção custará aos cofres públicos R$ 9,5 bilhões.

Quer receber as notícias no WhatsApp?