Investir em cultura dá resultado: segundo dados do Ministério da Cultura, cada R$ 1 investidos em projetos culturais traz um retorno direto de R$ 1,59  para a economia. E o retorno indireto é ainda maior, dada a movimentação turística que resulta destes projetos.

O Femusc é um exemplo deste investimento de retorno, segundo avalia o diretor executivo do festival, Fenísio Pires Junior.

A edição 2018 do evento contou com um investimento total de R$ 2,4 milhões - R$ 1,4 milhão no orçamento do evento e outro R$ 1 milhão em investimento de bens e serviços - revertidos em uma movimentação financeira de cerca de R$ 6 milhões, estima a organização.

Segundo o diretor, antes do Femusc, o mês de janeiro via os hotéis concedendo férias aos funcionários, com uma taxa de ocupação de 10%, já que o período era considerado de baixa temporada. Hoje, têm taxa de ocupação de, no mínimo, de 50% nesta época do ano, por causa do festival.

"Estamos injetando um dinheiro que não entraria em Jaraguá do Sul e região.  Turistas vêm para a cidade especialmente para o Femusc. Temos professores que, antes do Femusc, curtem o litoral. Cada um real que a empresa investe no evento, dá duas voltas e meia na cidade", nota o diretor.

Ele frisa que o público que vem, assiste, é consumidor em potencial, passa a conhecer as marcas que incentivam o Femusc. "Estamos começando a receber marcas com interesse comercial, além daquelas engajadas com a comunidade, que buscam o fortalecimento da cidade", conclui.

Sim, o investimento em cultura não tende a resultar em produtos materiais - mas nem por isso deve ser menosprezado.

O Femusc está aí para demonstrar como investir em cultura faz bem, e muito, para a economia de um município, e para diversificar esta matriz.

Desemprego

A taxa média de desemprego do país fechou o trimestre móvel encerrado em dezembro de 2018 em 11,6%, com queda de 0,3 ponto percentual em relação ao trimestre julho a setembro (11,9%).

Os dados fazem parte da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), divulgada nesta quinta-feira (31), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Em relação ao mesmo trimestre de 2017, quando a taxa média fechou o trimestre em 11,8%, o quadro é de estabilidade, embora a taxa média anual tenha recuado 0,4 ponto percentual, passando de 12,7%, em 2017, para 12,3% em 2018.

No entanto, a queda no desemprego foi puxada pela informalidade: os empregos no setor privado com carteira assinada caíram em 1,2% em 2018, enquanto os empregados sem carteira assinada aumentaram em 4,67% e os trabalhadores por conta própria também aumentaram em 2,9%.

Vida saudável

O Sesi está com inscrições abertas ao programa de Emagrecimento Saudável, iniciativa que estimula a adoção de estilos de vida mais ativos e saudáveis por meio da reeducação de hábitos.

As atividades em Jaraguá do Sul e Guaramirim terão início nos dias 26 e 27 de fevereiro, com encontros que objetivam a redução de peso corporal de forma orientada e saudável, durante quatro meses, com avaliações de indicadores de saúde como índice de massa corpórea e circunferência abdominal.

Na região do Vale do Itapocu, o programa envolveu 12 grupos em 2018, com 308 participantes que reduziram juntos 1.090 quilos e diminuíram a circunferência abdominal em 917 centímetros. Desde o segundo semestre de 2016, quando o programa foi lançado na região, já foram eliminados 2.542,5 quilos.

Informações e inscrições nas unidades do Sesi de Jaraguá e Guaramirim, ou pelos telefones (47) 3372-9457 e (47) 3372-9451, ou pelo WhatsApp 98455-0762.

Correios ajustam preços em 0,38%

Os Correios reajustaram nesta quinta-feira (31) as tarifas de alguns dos serviços. A tabela com os novos preços está publicada no Diário Oficial da União, com ajuste de 0,38% na maioria dos serviços. O telegrama nacional redigido pela internet passou de R$ 8,15 por página, para R$ 8,19.

O preço dos primeiros portes da carta comercial e a carta não comercial permanecerão os mesmos, de R$ 1,95 e R$ 1,30, respectivamente. A correção média deste ano, de 0,3893%, também não incide sobre os segmentos de encomendas e marketing, que são concorrenciais.

 

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?