O governo de Santa Catarina vai investir nos próximos três anos R$ 300 milhões em dois programas para ampliar a infraestrutura hídrica, o armazenamento de água e a preservação de mananciais dentro de propriedades rurais. Para isso, o governador Carlos Moisés lançou os programas, o 'Investe Agro SC' e o 'Prosolo e Água SC', esta semana.

"Queremos que esses programas sejam permanentes. Nosso Estado é de extremos: há períodos de muita água e períodos de estiagem. Precisamos ser muito resilientes e estar preparados para todas as situações. Os mananciais precisam ser preservados e devemos ter boas práticas de distribuição e de conservação do solo. É um olhar para as futuras gerações", considerou o governador.

Carlos Moisés já havia anunciado o plano de investir R$ 1,7 bilhão para o planejamento hídrico no Estado, que inclui, ainda, investimentos em sistemas de captação, tratamento e distribuição realizados pela Casan.

Os dois programas lançados na quarta-feira (14) são geridos pela Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural e operacionalizados pela Epagri. A destinação dos recursos teve apoio da Bancada Parlamentar do Oeste na Assembleia Legislativa, coordenada pelo deputado estadual Fabiano da Luz.

De acordo com o secretário de Estado da Agricultura Altair Silva, já há mais de 260 projetos aprovados nos dois programas. Aproximadamente R$ 70 milhões devem ser investidos ainda neste ano.

Multa

A predação de idosos na forma de ofertas de crédito resultou em uma multa de R$ 2,4 milhões ao Banco Safra. Segundo o Ministério da Justiça, funcionários do banco usavam de dados pessoais de idosos em situação de vulnerabilidade para assediá-los com propostas de crédito.

Desburocratização

O governo do Estado o está concluindo os estudos para o lançamento do programa “Santa Catarina mais confiança”, buscando reduzir a burocracia estadual. O principal conteúdo do novo pacote administrativo estará contemplado no Plano Estadual de Desburocratização.

Confiança

A confiança do comerciante brasileiro subiu pela segunda vez consecutiva em julho, de acordo com o Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec), apurado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) - e finalmente voltou ao positivo, em 107,8 pontos.

Magazine Luiza

Após o Magazine Luiza anunciar a compra da plataforma de ecommerce KaBuM! por R$ 1 bilhão e uma oferta de ações da ordem de R$ 4,6 bilhões, as ações da empresa dispararam, chegando a registrar alta de 5% ainda durante a manhã de quinta-feira (15). A compra do KaBuM! prevê, além do pagamento à vista de R$ 1 bilhão, a incorporação das ações da empresa pelo Magazine Luiza, com a plataforma se tornando uma subsidiária integral da varejista.

Antecipação

A Prefeitura de Corupá depositará nesta sexta-feira (16), o valor correspondente a 50% do Décimo Terceiro Salário dos servidores municipais. Serão R$ 706.394,96 pagos pelo Executivo municipal.

Tributação

O presidente Jair Bolsonaro sancionou o projeto de lei resultante da Medida Provisória 1034/21, que aumenta a tributação de instituições financeiras. A nova lei prevê o aumento da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) para os bancos de 15% para 25% até 31 de dezembro de 2021, passando para 20% a partir de 2022. O governo editou a MP para compensar a diminuição de tributos sobre o óleo diesel e o gás de cozinha.

Carros

A pandemia da Covid-19 ampliou a busca pelo automóvel como meio de transporte, mostra pesquisa da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) e da startup Webmotors sobre intenção de compra no Brasil. O levantamento, que entrevistou 4.240 pessoas, mostra que 75% querem comprar e ou trocar de carro ainda em 2021.

5G

O ministro das Comunicações Fábio Faria, anunciou na quarta-feira (14) que o Tribunal de Contas da União (TCU) marcou para 18 de agosto a análise do edital do 5G. Segundo o ministro, após a deliberação do tribunal, em até cinco dias, o edital será encaminhado para publicação pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Ciclo 4

O Ministério da Cidadania publicou no Diário Oficial da União de quinta-feira (15), uma portaria que define o calendário do ciclo 4 do auxílio emergencial 2021. O crédito em poupança social digital para os cadastrados nascidos em janeiro será feito no dia 17 de julho, com o saque em dinheiro marcado para 2 de agosto. Os nascidos em fevereiro, o calendário prevê crédito para 18 de julho e o saque no dia 3 de agosto, e assim por diante.