Após ter alcançado o menor patamar da série histórica no mês passado, o Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec), medido pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), registrou crescimento de 6,6% em julho, passando de 66,7 pontos para 69,3 pontos.

Foi o primeiro avanço mensal do indicador em quatro meses, desde o início da pandemia do novo coronavírus. Por outro lado, no comparativo anual, houve queda de 39,5%, segundo a CNC.

Para o presidente da CNC, José Roberto Tadros, os comerciantes ainda sentem os efeitos do surto de Covid-19. Segundo ele, de março até o fim de junho, os prejuízos do setor alcançaram R$ 240,8 bilhões.

A retomada de confiança, no entanto, não significa que a recuperação já esteja chegando: não apenas o índice continua abaixo dos 100 pontos, na zona de avaliação pessimista, e 59 pontos abaixo do nível pré-crise, como uma pesquisa da CNI aponta que, para 61% dos brasileiros, deve levar ao menos um ano antes que a recuperação da economia venha.

O principal responsável pela alta do Icec em julho foi o indicador relativo às expectativas. Com crescimento mensal recorde de 21,1%, o subíndice chegou a 106,4 pontos, retornando para a zona positiva.

“A alta ocorreu tanto em relação à economia (+25,1%) quanto em relação ao setor do comércio (+19,8%) e à própria empresa (+19,1%), refletindo o otimismo dos comerciantes para os próximos meses”, informou a CNC.

Garantia de empréstimo

O Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal vão oferecer o crédito com garantia do saque-aniversário do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Desde o último dia 26, todos os bancos estão autorizados a operar essa nova linha de crédito.

Segundo o diretor do Departamento de Gestão de Fundos do Ministério da Economia, Gustavo Tillmann, há cinco instituições financeiras aptas a oferecer o empréstimo.

Tillmann afirmou que a garantia do saque-aniversário ajudará a tornar o custo do crédito mais barato para trabalhadores da iniciativa privada.

Negativo para Covid-19

O ministro da Economia, Paulo Guedes, fez dois testes para detectar o novo coronavírus e os resultados foram negativos, informou hoje (16), em Brasília, o Ministério da Economia.

“O Ministério da Economia informa que o exame para a covid-19 do ministro Paulo Guedes teve resultado negativo. Esse foi o segundo teste feito pelo ministro em menos de duas semanas para a confirmação do resultado após reuniões com pessoas que testaram positivo para a doença”, diz nota do ministério.

Dia dos avós

Com foco no fortalecimento do comércio local, a CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas) de Jaraguá do Sul está estimulando os consumidores a lembrar do Dia dos Avós presenteando com produtos adquiridos na própria cidade.

Comemorada no próximo dia 26, a data também é enfatizada pela entidade em uma campanha que lembra da saudade e da importância de manter o distanciamento social para proteger, principalmente, quem faz parte dos grupos de risco da Covid-19.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul