Os pedidos de falência caíram 0,3% em 2019 na comparação com o ano anterior, segundo dados com abrangência nacional da Boa Vista.

Mantida a base de comparação, as falências decretadas apresentaram queda de 10,8% em relação a 2018, enquanto os pedidos de recuperação judicial e as recuperações judiciais deferidas diminuíram 10,7% e 7,9%, respectivamente.

No mesmo sentido, em dezembro todos os indicadores recuaram na comparação com novembro, sendo que as Falências Decretadas caíram 39%, os Pedidos de Recuperação Judicial, 3,8%, as Recuperações Judiciais Deferidas, 31,3%, e os Pedidos de Falência, 29,7%.

O resultado de 2019, apesar de tímido, representa o terceiro ano consecutivo de queda nos pedidos de falência.

Esse movimento está atrelado à melhora nas condições econômicas desde 2017, que permitiu às empresas apresentarem sinais mais sólidos nos indicadores de solvência até o final do ano passado.

Medo do desemprego em queda

O Índice de Medo do Desemprego caiu 2,1 pontos em relação a setembro e alcançou 56,1 pontos em dezembro de 2019.

Mesmo assim, o indicador continua 6 pontos acima da média histórica, que é de 50,1 pontos, informa a pesquisa divulgada nesta quarta-feira, 8 de janeiro, pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). O índice varia de zero a cem pontos.

Quanto menor o indicador, menor é o medo do desemprego.

A CNI observa que, com a queda registrada no fim do ano passado, o índice ficou 1,1 ponto acima dos 55 pontos registrados em dezembro de 2018, quando os brasileiros estavam otimistas com o resultado das eleições presidenciais.

Tensão entre EUA e Irã

São cada vez maiores as reações internacionais ao lançamento de mísseis iranianos contra duas bases aéreas que abrigam tropas norte-americanas no Iraque.

Na Europa pede-se moderação e algumas nações decidiram retirar parte das tropas que tinham destacadas nesse país do Médio Oriente. A China pede a resolução do conflito pelo diálogo e, no Iraque, os líderes curdos pedem para não serem envolvidos nas rivalidades.

Passagens baratas

As passagens aéreas para muitos destinos internacionais na América do Sul, Europa e Oriente Médio podem ser mais baratas em comparação com uma viagem doméstica no Brasil.

Em algumas situações, a diferença no preço do bilhete chega a ser de 65% menor, como é o caso do trecho entre São Paulo e Buenos Aires, na Argentina.

O dado é fruto de um levantamento exclusivo da agência de turismo virtual ViajaNet, que comparou os preços das passagens áreas para viagens domésticas e internacionais.

Como base de comparação, o estudo considerou o trecho nacional entre São Paulo (SP) e Fernando de Noronha (PE), que custa em média cerca de R$ 2,4 mil para embarque entre dezembro deste ano e janeiro de 2020, e comparou o preço dos bilhetes entre a capital paulista e diversos destinos no mundo.

Profissões para 2020

O LinkedIn, maior rede social profissional do mundo, revela nesta quarta-feira (8) a lista das 15 profissões emergentes para 2020.

Nomeado “Profissões Emergentes”, o levantamento mostra que o gestor de redes sociais ocupa a primeira posição do ranking, seguido pelo engenheiro de cibersegurança e o representante de vendas.

As profissões ligadas aos setores de tecnologia da informação e internet foram as que mais apareceram lista, com 13 de 15 cargos relacionados a algum deles.

Dentre as profissões estão cargos como o engenheiro de cibersegurança e cientista de dados, que têm sido contratados também pelo segmento financeiro e bancário, como grande movimento das fintechs e bancos digitais.

O próprio setor financeiro em si, aparece em duas profissões: investidor day trader e consultor de investimentos.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul

Facebook Messenger