Os brasileiros pagaram mais de R$ 300 bilhões em impostos desde o início deste ano. O valor foi atingido às 13h50 desta quarta-feira, de acordo com o Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo (ACSP).

Às 10h09 desta quinta-feira (6), o montante já havia subido para R$ 305,7 bilhões.

A soma exorbitante, no entanto, segue sem refletir quer em serviços de qualidade, quer em saúde financeira para as contas públicas, que seguem no negativo.

Se os serviços e a infraestrutura pública tivessem qualidade, não seria problema a carga tributária - mas de jeito que vai, em que os municípios com qualidade boa são exceção e alguns estados tem serviços dignos de regiões em conflito e estados fragilizados.

O montante corresponde ao total pago para a União, estados e municípios na forma de impostos, taxas, multas e contribuições.

Em Jaraguá do Sul, apenas em impostos municipais, foram pagos R$ 18,187 milhões até as 10h09 desta quinta-feira (6).

A arrecadação de R$ 300 bilhões foi alcançada dois dias antes comparada ao ano de 2019, cujo valor foi atingido em 7 de fevereiro.

Indicadores de emprego em alta

Os dois indicadores do mercado de trabalho da Fundação Getulio Vargas (FGV) registraram melhora em janeiro deste ano, em relação ao mês anterior.

O Indicador Antecedente de Emprego, por exemplo, subiu 2,4 pontos e atingiu 92,3 pontos em uma escala de zero a 200 pontos, o melhor nível desde abril de 2019 (92,5 pontos).

Católica premiada

A Central de Carreiras da Católica SC, iniciativa da entidade em Jaraguá do Sul, foi selecionada como um dos cases vencedores do Prêmio Ser Humano da Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH-SC).

O prêmio destaca as melhores iniciativas dedicadas ao desenvolvimento das pessoas, dentro e fora das organizações, nas modalidades Acadêmico, Administrativo, Desenvolvimento, Jovem e Sustentabilidade.

A entrega do reconhecimento está programada para ocorrer em 19 de março, em Itajaí.

Juros caem novamente

Pela quinta vez seguida, o Banco Central (BC) diminuiu os juros básicos da economia. Por unanimidade, o Comitê de Política Monetária (Copom) reduziu a taxa Selic para 4,25% ao ano, com corte de 0,25 ponto percentual.

A decisão era esperada pelos analistas financeiros, segundo a pesquisa Focus do BC. Em comunicado, o Banco Central indicou que pretende interromper os cortes de juros.

CNI espera mais cortes

O avanço nas reformas estruturais da economia brasileira é essencial para que os juros básicos se mantenham em níveis baixos e voltem a cair no futuro.

A avaliação é da Confederação Nacional da Indústria (CNI), que defendeu medidas adicionais para garantir espaço para novos cortes.

Segundo a entidade, a aprovação da reforma da Previdência e o controle da inflação foram primeiros passos para garantir a recuperação do crescimento.

No entanto, para a CNI, a reforma tributária deve ser a nova prioridade.

Petrobras anuncia venda

A Petrobras informou na quinta-feira (6) que a oferta global de 734.202.699 ações ordinárias de sua emissão de titularidade do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) foi precificada na quarta-feira (5).

O preço por ação foi fixado em R$ 30, e a oferta de ações vai movimentar um total de R$ 22,06 bilhões.

O montante de 17,55% do total das ações da oferta global foi destinado prioritariamente a investidores não institucionais e 82,45% a investidores institucionais.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul