Uma certa lista tem circulado pelo Whatsapp, alegando supersalários no funcionalismo estadual que ultrapassam R$ 80 mil - muito acima do teto federal de R$ 36,3 mil.

A lista afirma que os dados foram obtidos pelo portal de transparência do estado - mas estaria isto correto? Temos realmente funcionários recebendo mais do que duas vezes o teto?

Que existem "supersalários" na rede pública é fato - o problema das remunerações exageradas para certos cargos é antigo e não vai ser resolvido de maneira simples. Mas não chega aos níveis apontados pela lista viral - que não será divulgada aqui, em função de expor nomes de servidores à uma caça às bruxas.

Ironicamente, os dados são resultado de um excesso de transparência que resulta em falta de transparência: uma pesquisa superficial pelo portal pode indicar que um servidor recebeu em fevereiro deste ano uma soma de R$ 78 mil brutos, mas sem entrar a fundo nos detalhes, fica a impressão deste ser o seu salário - e não, como ocorre, a combinação de salário, verbas indenizatórias, adicional de férias, pagamento do 13º e eventuais gratificações - o salário representa pouco mais de um terço da remuneração do período.

Não que o Estado não tenha um problema de folha de pagamento: são 136.089 servidores públicos, 79.230 dos quais estão ativos, e somente em fevereiro deste ano foram empenhados R$ 960 milhões no pagamento dos servidores.

Mas tratar a questão como sendo um problema causado por este ou aquele servidor com salários exagerados - e pior, expor estes servidores através de listas virais de "supersalários", ainda mais sem contexto para os valores - não é a solução: é um tapa-buraco altamente perigoso.

Novo investidor

A Spin, primeira aceleradora startup+indústria do Brasil, não para de inovar e crescer. Depois de inaugurar uma nova unidade em São Paulo, ela vem atraindo novos investidores.

O nome mais recente é do publicitário Luis Hufenüssler Leigue, que, paralelamente, assume o cargo de Head of Business Transformation da Spin.

Ele teve passagem por grandes agências e atendeu clientes de peso como Volkswagen e Carrefour, além de também liderar a Agência CMC, ser sócio-fundador do Coolworking e do clube online de assinatura Diário do Chá.

"A chegada do Luis traz ainda mais possibilidades aos nossos clientes através de consultorias para a cooperação entre indústrias e startups em todo o país, além de contribuir para transformar as pessoas através do empreendedorismo e da inovação por meio das plataformas da Spin", destaca Benyamin Fard, CEO da Spin.

Lote final do Abono

O nono e último lote do Abono Salarial ano-base 2017 será liberado nesta quinta-feira (14). A data marca o início do pagamento do benefício para trabalhadores da iniciativa privada nascidos em maio e junho e servidores públicos com final da inscrição 8 e 9.

A estimativa do Ministério da Economia é de que R$ 3,1 bilhão sejam destinados a 3,9 milhões de pessoas.

O prazo final para o saque de todos aqueles que têm direito ao Abono 2017 é 28 de junho. Depois dessa data, o recurso volta para o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

Produção de cereais

A produção de cereais, leguminosas e oleaginosas em 2019 deve chegar a 228,8 milhões de toneladas, 1% superior a 2018 (mais 2,3 milhões de toneladas). Essa é a estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A previsão é 0,8% inferior à divulgada em janeiro (menos 1,9 milhão de toneladas).

O arroz, o milho e a soja representaram 93,3% da estimativa da produção e responderam por 87,3% da área a ser colhida. Em relação a 2018, houve aumento de 3,3% na área do milho, 1,7% na área da soja e queda de 9,4% na área de arroz.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?