Ações de enfrentamento à pandemia da Acijs concorrem a prêmio nacional

Foto: Divulgação

Por: Pedro Leal

17/08/2021 - 05:08

O Núcleo de Segurança e Saúde no Trabalho da Associação Empresarial de Jaraguá do Sul (Acijs) representa Jaraguá do Sul no Prêmio Proteção Brasil 2021, reconhecido como uma das mais importantes iniciativas do setor no País.

O núcleo empresarial, que reúne associadas da entidade, foi selecionado na etapa regional com projeto que concorreu entre 112 cases apresentados e no dia 22 de outubro participa de evento de premiação nacional no encerramento do SST 2021– 4º Congresso Brasileiro de Saúde e Segurança no Trabalho, em São Paulo.

Arduino Martins, líder do Núcleo de Segurança e Saúde no Trabalho da Acijs, destaca a importância da distinção como uma demonstração do trabalho desenvolvido dentro das empresas em prol da saúde e segurança dos colaboradores.

O case apresentado pelo Núcleo da Acijs concorreu na categoria ações institucionais voltadas à SST, com o projeto “Onde Tem Informação, Tem Mais Proteção” relacionando o envolvimento das empresas no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus.

“A pandemia trouxe dificuldades que exigiram adequações à sociedade e com o setor produtivo não foi diferente, mas com a participação de representantes das empresas no Núcleo podemos compartilhar estratégias e principalmente atuar com ações que beneficie a todos”, assinala Martins.

Ele explica que a iniciativa somou ao trabalho da própria entidade, ao perceber a necessidade de informar corretamente suas associadas da indústria, comércio e prestadores de serviços do município.

Referência

Na última sexta-feira (13) o secretário de Planejamento e Urbanismo, Eduardo Bertoldi, recebeu o secretário da Fazenda da Prefeitura de Rio Negro (PR), Thiago Gustavo Pfeuffer Worms, que veio à Jaraguá do Sul, juntamente com sua equipe, para conhecer o Sistema de Georreferenciamento do município.

Durante a reunião, Worms e a equipe fizeram questionamentos referente a implantação do sistema, já que, segundo ele, Jaraguá do Sul tem sido referência para vários municípios, inclusive Rio Negro.

Foto: Divulgação

Melhora na pequena indústria

O segundo trimestre do ano foi marcado pela evolução positiva das pequenas indústrias, tanto em termos de desempenho quanto de confiança. O aumento foi mais expressivo na confiança: O aumento do Índice de Confiança do Empresário Industrial (Icei) para pequenas indústrias e do Índice de Perspectivas indicam que micro, pequenas e médias empresas têm expectativa de melhora do ritmo de recuperação da atividade.

Terra indígena

Acolhendo pedido do Ministério Público Federal e da Fundação Nacional do Índio, o Tribunal Regional Federal da 4ª Região determinou que não índios se abstenham de intervir na Terra Indígena Tarumã, no município de Araquari, perto de Joinville.

Ataque

O Ministério da Economia identificou um ataque de ransomware à rede interna da Secretaria do Tesouro Nacional (STN), na noite da última sexta-feira (13). Em nota, a pasta informou que “medidas de contenção foram imediatamente aplicadas e a Polícia Federal, acionada”.

Operações normais

A Secretaria do Tesouro Nacional e a B3 (bolsa de valores), responsáveis pelas operações do Tesouro Direto, informaram nesta segunda-feira (16) que o ataque de ransomware não afetou “de forma alguma” a plataforma do Tesouro Direto. “As compras e vendas continuam podendo ser realizadas normalmente”, diz a nota.

 

Inflação

A previsão do mercado financeiro para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA – a inflação oficial do país) deste ano subiu de 6,88% para 7,05%. É a 19ª elevação consecutiva na projeção.

Delivery de gasolina

Com a liberação da revenda de combustível de outras bandeiras e da compra direta de combustível pelos postos, sem passar pelas distribuidoras, o Ministério da Economia voltou a defender os aplicativos de delivery de combustíveis, hoje em testes em três bairros do Rio de Janeiro. As informações são da Folha de São Paulo. Nos EUA, empresas como Filld, WeFuel, Yoshi, Purple e Booster Fuels passaram a operar com o delivery de combustível sem que houvesse regulação sobre o serviço.

US$ 2 trilhões

Combatentes talibãs chegaram no domingo (15) à capital do Afeganistão – Cabul, a última grande cidade que ainda estava sob controle do governo do presidente Ashraf Ghani, que abandonou o país. Com a conquista, o movimento extremista volta ao poder depois de duas décadas e US$ 2 trilhões gastos em uma ocupação que se encerra voltando à estaca zero.