A Associação Empresarial de Jaraguá do Sul (Acijs) concluiu na quarta-feira (8) o primeiro ciclo do programa de Educação Empresarial iniciado em junho, com a entrega de certificados aos participantes e o reconhecimento da entidade a líderes que atuaram como mentores nesta etapa.

Para o presidente da Acijs, Luis Hufenüssler Leigue, o sucesso desta primeira edição do programa de Educação Empresarial vem ao encontro de um dos propósitos da entidade de atuar no apoio ao desenvolvimento econômico com sustentabilidade. O projeto, explica, envolve duas gestões da entidade, desde a sua concepção a partir de 2019, o planejamento e a estruturação.

“Tivemos no ano passado um programa-piloto com muito êxito e este resultado estimulou a atual diretoria a avançar com a ideia. É uma ação alinhada ao desenvolvimento dos negócios, do incentivo ao empreendedorismo e de fortalecimento do movimento associativo, com o surgimento de novas lideranças para as nossas entidades e, assim, ampliarmos a representação empresarial”, sublinha.

Leigue destaca a participação do time de mentores, formado por executivos de várias áreas, fundadores e CEOs de empresas da região, ao lado de ex-presidentes da entidade que integram o Conselho Superior da Acijs.

Adriana Stahelin, vice-presidente de Educação e Desenvolvimento Empresarial, reforça que um dos diferenciais é justamente a aproximação de empreendedores que estão iniciando seus projetos de negócio, ou mesmo aqueles que já atuam há mais tempo e desejam buscar mais conhecimentos, com gestores experientes.

Ex-presidente da Acijs e uma das empresárias do time de mentores, Monika Hufenüssler Conrads, falou dos atributos necessários para que um empreendimento dê certo. "É preciso primeiro ter um sonho, mas junto com o sonho ter um projeto e vontade de trabalhar, ter persistência e uma boa dose de coragem. E por mais experientes que sejam, nunca deixem de aprender", ressaltou, ao lembrar características que associam o programa de educação empresarial à história empresarial de Jaraguá do Sul.

Ferrovias

O Ministério da Infraestrutura assinou na quinta-feira (9) autorização para que seis grupos empresariais possam iniciar a construção de nove ferrovias no País. A medida faz parte do Programa Pro Trilhos, que visa ampliar a malha ferroviária nacional, a partir de investimentos privados.

Com assinatura, as empresas devem investir cerca de R$ 50 bilhões e agregar 3,5 mil quilômetros (km) à malha brasileira.

5G

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, disse na sexta-feira (10) que o leilão do 5G foi um dos processos licitatórios mais importantes do governo federal e o “maior certame de radiofrequências da América Latina”. O ministro participou de encontro promovido pela Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações (Abrint).

 

Situação

Uma pesquisa realizada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), por meio do Instituto FSB, revela que sete em cada dez brasileiros consideram a situação econômica atual do Brasil ruim ou péssima - e para 80% dos entrevistados, essa é uma das piores crises econômicas que o País já enfrentou. Apenas 22% da população acredita que, em comparação com os últimos 6 meses, a economia melhorou.

Confiança

O Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI), da Confederação Nacional da Indústria (CNI), avançou 0,7 ponto em dezembro de 2021 em relação a novembro, subiu de 56 para 56,7. O indicador está acima da média histórica de 54,1 pontos. No entanto, na comparação com dezembro do ano passado há um recuo. O ICEI caiu de 63,1 para 56,7.

Bolsa

As famílias de estudantes que se destacaram em competições acadêmicas e científicas ao longo de 2020 começam a receber do Ministério da Cidadania, a partir desta sexta-feira (10), a parcela única de R$ 1 mil da Bolsa de Iniciação Científica Júnior. Enquanto o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) fará o repasse das 12 parcelas mensais, cada uma no valor de R$ 100, aos estudantes.

IPM

A Secretaria de Estado da Fazenda (SEF) divulgou na quinta-feira (9) os dados estimados do Índice de Participação dos Municípios (IPM) na arrecadação de Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para 2022. Os números são baseados no valor adicionado (VA) de cada município em 2020. O VA total de 2020, base para o IPM do próximo ano, foi de R$ 258 bilhões. Jaraguá do Sul tem 4ª maior base de participação, com 2,6% do índice. O calculo é baseado na movimentação econômica de cada município.

 

Adiado

O governo vai adiar em uma semana a entrada em vigor das regras sanitárias para entrar no país, depois do ataque cibernético a sites, aplicativos e sistemas do Ministério da Saúde (MS), na sexta-feira. A informação é do secretário-executivo do MS, Rodrigo Cruz.