Faltam apenas 40 dias para o fim do prazo do saque imediato de até R$ 998 do saldo do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), e segundo a Caixa Econômica Federal, 59 milhões dos 96 milhões de trabalhadores fizeram os saques imediatos.

Foram pagos R$ 27,5 bilhões do total de R$ 42,6 bilhões liberados. O total equivale a 62% dos trabalhadores e 65% do valor liberado.

A instituição disponibilizou nesta segunda-feira (17) a opção de Saque do FGTS 100% digital para todas as modalidades previstas em lei. A ferramenta possibilita que o saque seja realizado integralmente pelo aplicativo do FGTS.

Ao solicitar o saque do FGTS pelo aplicativo, o trabalhador poderá indicar uma conta da Caixa ou de outra instituição financeira para receber os valores, sem nenhum custo.

A atualização do aplicativo gratuito já está disponível para dispositivos Android.

A nova versão para IOS será lançada nos próximos dias.

BC nota recuperação gradual

A economia brasileira continua a mostrar sinais de recuperação gradual. Essa é a conclusão do Banco Central (BC), que divulgou nesta terça-feira (18) o Boletim Regional – publicação trimestral cujo objetivo é trazer uma visão das regiões do país a partir de dados e indicadores econômicos.

“Regionalmente, observa-se ritmo mais sustentado de crescimento da economia em todas as regiões do país, refletido na maior disseminação das taxas de expansão das diversas atividades econômicas e do mercado de trabalho”, diz o boletim.

Paradas de estradas recebem novas regras

Uma portaria publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira (18) definiu quais serão os atos administrativos a serem adotados para o reconhecimento e a certificação dos Pontos de Parada e Descanso (PPD), tanto de profissionais do transporte de cargas como do transporte de pessoas nas rodovias brasileiras.

A publicação da portaria tem por objetivo identificar e cadastrar locais de espera, repouso e descanso desses motoristas e, dessa forma, ampliar e disponibilizar esse tipo de serviço. As autorizações terão validade de quatro anos, podendo ser renovada sucessivamente.

Quase R$ 700 bilhões em alimentos

O faturamento da indústria brasileira de alimentos e bebidas em 2019 foi de R$ 699,9 bilhões, valor 6,7% superior ao registrado no ano anterior, somadas exportações e vendas para consumo interno.

As informações constam de relatório divulgado, hoje (18), pela Associação Brasileira da Indústria de Alimentos (Abia).

E PIB cresce 1,2%

O Produto Interno Bruto (PIB) - a soma de todos os bens e serviços produzidos no país - cresceu 1,2% em 2019, segundo dados do Monitor do PIB da Fundação Getulio Vargas (FGV).

De acordo com a pesquisa, o resultado foi provocado, sob a ótica da demanda, pelos crescimentos de 2,7% na formação bruta de capital fixo (investimentos) e de 1,8% no consumo das famílias.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul