Com o fim do prazo para desincompatibilização, dois secretários do governo Antídio Lunelli (PMDB) decidiram pegar seus chapéus e se lançar como pré-candidatos às eleições de outubro. Jonas Germano Schmidt (DEM) deixou a Secretaria de Saúde e deve concorrer a deputado estadual. Natália Petry (PMDB) também se desligou dentro do prazo previsto em lei embora ainda não se coloque como pré-candidata. A ex-secretária de Cultura e Esporte volta para a Câmara de Vereadores e tem convite do governador Eduardo Pinho Moreira para assumir a Fesporte, mas se esse fosse o caminho já traçado, Natália não teria por que retornar ao Legislativo, iria para Florianópolis sem escala. Faz parte da estratégia do PMDB ter uma peça chave guardada enquanto negocia os acordos e alianças para a eleição de outubro. Pesa, inclusive, a condição do presidente estadual da sigla, Mauro Mariani, que é pré-candidato ao governo do Estado e precisa ter uma forte nominata para enfrentar a aliança que se forma do outro lado do front com PSD, PP, PDT, PSB e outros seis partidos.

O lançamento da pré-candidatura de Jonas Germano Schmidt aconteceu na noite de ontem (9) durante reunião da executiva do partido e com a presença do deputado federal e pré-candidato ao governo do Estado pelo DEM, João Paulo Kleinubing. A confirmação da exoneração de Jonas pegou a maioria de surpresa, já que o DEM até agora vinha avaliando a possibilidade de apoiar a candidatura do ex-prefeito Dieter Janssen (PP) à Assembleia Legislativa. Segundo ele, entretanto, o diretório estadual alertava para necessidade de o partido ter seus próprios representantes na região, vontade que também teria sido expressada pela executiva municipal.

Com as duas desincompatibilizações publicadas ontem no Diário Oficial do Município, aumenta o congestionamento de pré-candidatos, o que pode acabar inviabilizando o objetivo das lideranças do setor privado de garantir ao Vale do Itapocu duas cadeiras na Assembleia Legislativa e uma na Câmara Federal. O sinal vermelho acendeu.

Agostinho e Dalton Fischer assumem

Soluções caseiras. O prefeito Antídio Lunelli (PMDB) já bateu o martelo e colocou provisoriamente Agostinho Ferrari para substituir Natália Petry na Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer. Ele atuava como diretor da pasta. Na Saúde, o escolhido foi Dalton Fischer, que é servidor de carreira e já ocupou o posto no governo Dieter Janssen.

PPP em Guaramirim

Assim como Jaraguá do Sul, Guaramirim deve ter lei estabelecendo regras para as Parcerias Público-Privadas. O projeto foi encaminhado à Câmara de Vereadores pelo prefeito Luís Antônio Chiodini (PP), prevendo duas modalidades de parcerias; concessão patrocinada e concessão administrativa.

Gottardi defende criação do Procon e Ouvidoria

Com a oposição na Câmara fazendo jogo duro e ameaçando rejeitar os projetos que criam a Ouvidoria e o Procon, o prefeito de Corupá, João Carlos Gottardi (PP), sai em defesa das propostas e diz que tanto uma quanto a outra estrutura servem para atender diretamente à população. Corupá é o único município da região que não conta com Procon. O texto prevê apenas a criação de um cargo, de diretor, com salário de R$ 4.800. “Hoje o consumidor do município não tem a quem recorrer. As maiores queixas são contra os bancos e telefonia”, ressalta o prefeito. A Ouvidoria também prevê a criação de apenas um cargo, de ouvidor. A estrutura é uma demanda da Controladoria Geral da União e do próprio Tribunal de Contas do Estado. Através dela, o munícipe que quiser fazer uma queixa ou um encaminhamento terá a seu favor um protocolo com prazo para receber resposta do Executivo.

Em foco

  • O ex-prefeito de Guaramirim Evaldo João Junckes deixou o PT e assinou filiação no Podemos. Pupo, como é chamado, diz que vai concorrer nas eleições deste ano a deputado federal ou estadual. A decisão será tomada nos próximos dias.
  • Leonel Floriani continua na Agência Regional. A possibilidade de permanência dele já tinha sido adiantada pela coluna quando o presidente estadual do PSD e pré- candidato Gelson Merisio esteve em Jaraguá do Sul em março. Na época, Merisio disse que, com a posse oficial de Eduardo Pinho Moreira (PMDB), os integrantes do governo filiados ao PSD deveriam entregar seus cargos ou se licenciar da sigla.
  • Com a desincompatibilização de Natália Petry, Jaime Negherbon (PMDB) entrega sua cadeira na Câmara. Deve ser indicado a um cargo no Executivo.
  • Foguetórios foram ouvidos em diversos pontos de Jaraguá do Sul, no sábado, enquanto o ex-presidente Lula (PT) era preso pela Polícia Federal. Nenhum pronunciamento oficial da sigla foi divulgado.
  • Com um discurso transmitido ao vivo durante 55 minutos pelas emissoras de TV como a Globo News, Lula apontou Guilherme Boulos, do PSOL, Manuela Dávila, do PCdoB, e Fernando Haddad, do PT, como seus herdeiros políticos. Quem vai ser se fato candidato e se a esquerda realmente conseguirá se unir ainda é uma incógnita.

Ciro Gomes em Itajaí

O pré-candidato à Presidência da República, Ciro Gomes (PDT), estará hoje na Universidade do Vale do Itajaí. A convite do Diretório Central dos Estudantes dará uma palestra com o tema “Desafios e Perspectivas para a Retomada do Crescimento Econômico no Brasil”. O evento acontece às 19h.