O secretário de Urbanismo Eduardo Bertoldi comemora a resolução de um problema que se arrastava há mais de três anos no município; a guarda de veículos apreendidos. Hoje, Jaraguá do Sul é modelo na gestão do serviço em Santa Catarina, sendo o segundo município a operar e controlar o pátio onde ficam guardados os veículos apreendidos pelas polícias Civil e Militar e por ordens judiciais.

O serviço é gerido pela Diretoria de Trânsito e Transportes da Secretaria de Planejamento e Urbanismo e, conforme Bertoldi, veio para organizar o sistema. “Foram três anos sem o recolhimento de veículos com irregularidades, o que gerou uma insegurança e sentimento de impunidade”, comenta.

Em 2017, a atual gestão recebeu o pátio, localizado na rua Walter Marquardt, com 705 veículos, sendo 503 de responsabilidade da Prefeitura e 202 da Polícia Civil. No mesmo ano, Jaraguá do Sul participou de dois leilões organizados pelo Detran de Santa Catarina; em julho, foram leiloados 212 e, em novembro, outros 92. Agora, um novo lote de veículos – entre carros e motos – está prestes a ser leiloado, no próximo dia 10 de abril, já estão cadastradas 96 unidades, mas o número tende a crescer.

Bertoldi prevê que com a realização do leilão deste mês, a Prefeitura irá conseguir entregar um dos terrenos na rua Walter Marquardt (ao lado do Sesi), e manter apenas o pátio do outro lado da rua. “Neste local, estão os veículos de responsabilidade da Polícia Civil. Já em julho, com a realização de mais um leilão, vamos conseguir passar este pátio para a Polícia Civil e fazer uma economia de R$ 8 mil por mês com o aluguel destes terrenos”, acredita.

Desde novembro do ano passado, a Prefeitura concentra o serviço de guarda de veículos apreendidos pela Polícia Militar no pátio localizado no bairro Nereu Ramos, que está em operação há cerca de 130 dias. Neste período, foram recolhidos 1.005 veículos, sendo que 733 tiveram suas pendências regularizadas pelos proprietários e foram liberados. Ainda restam no pátio 332 unidades, sendo que 254 já estão há mais de 60 dias e devem ser cadastrados para o leilão do Detran que acontecerá em julho.

Avaliação da PM

Estudo realizado pela Udesc revelou que os catarinenses têm uma percepção mais positiva do que negativa com relação à Polícia Militar. O levantamento mostrou que 16,97% dos entrevistados avaliam bem a instituição, outros 69,32% se posicionaram neutros e 13,7% têm uma imagem ruim. Participaram da pesquisa 1.033 participantes que responderam o questionário online, outas 355 pessoas foram ouvidas aleatoriamente em Florianópolis. O estudo foi entregue ao comando geral da PM no estado.

Sem o ISS

Prefeito de Corupá, João Carlos Gottardi (PP) diz que outra questão que vem preocupando os municípios é a suspensão das alterações aprovadas na cobrança do ISS. O Congresso aprovou no ano passado uma lei determinando que o imposto fique no município do tomador, e não no do prestador do serviço, mas a norma foi suspensa pelo Supremo Tribunal Federal, prejudicando as Prefeituras que contavam com a arrecadação.

Auxílio Bananal

Prefeito de Guaramirim, Luís Antônio Chiodini (PP) diz que conseguiu do Estado R$ 1 milhão a mais para Ponte do Bananal graças ao trabalho do deputado estadual Carlos Chiodini (PMDB) e com ajuda da bancada do PMDB na Câmara. A estrutura começou a ser construída em 2015, mas foi paralisada por erros no projeto.

Veículos apreendidos

Depois de três anos de impasse, o município voltou a contar com serviço de guincho e guarda de veículos apreendidos. Secretário de Urbanismo, Eduardo Bertoldi já prepara novo leilão para que a Prefeitura possa entregar um dos terrenos na Walter Marquardt. Em pouco mais de quatro meses, foram recolhidos 1.005 veículos nas ruas da cidade, desses 733 tiveram suas pendências regularizadas pelos proprietários.

Em foco:

  • Se nas ruas houve comemoração pela decisão do STF de negar o habeas corpus ao ex-presidente Lula, a grande maioria dos políticos preferiu a discrição.
  • Presidente da Acijs, Anselmo Ramos comemora decisão do STF, mas lembra que é preciso agora que o Brasil coloque como prioridade, nas agendas dos futuros candidatos à Presidência da República, questões essenciais como as reformas política e administrativa, do sistema previdenciário, e a ampliação da reforma trabalhista, como forma de garantia de uma retomada de crescimento sustentável do país.
  • Raimundo Colombo (PSD) deixou de ser governador licenciado para passar a ser oficialmente ex-governador. Começa agora a trabalhar pela sua candidatura ao Senado e do deputado Gelson Merisio ao governo do Estado.
  • Quem também renunciou ontem foi Napoleão Bernardes (PSDB), agora ex-prefeito de Blumenau. O tucano tem planos de buscar uma vaga no Senado.
  • Depois de Antônio Aguiar, que foi para o PSD, quem aproveitou a janela para deixar o PMDB foi o também deputado estadual Fernando Coruja, de Lages. Ele irá se inscrever no Podemos com plano de concorrer a uma vaga no Senado.
  • Vereador de Massaranduba no terceiro mandato, Pier Gustavo Berri colocou seu nome à disposição do PMDB para concorrer a deputado estadual pela região. Acredita que, com a tendência do partido não lançar um nome em Jaraguá do Sul ,pode ser uma boa opção que reúne experiência no Legislativo com renovação.