Embalado pela votação sobre a separação da Catalunha - considerada ilegal pelo governo espanhol e que foi centro de uma forte onda de violência no último fim de semana, deixando um rastro de quase 900 pessoas feridas -, o movimento O Sul é Meu País realiza no próximo sábado (7), das 8h às 20h, um plebiscito informal para consultar os eleitores de Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul sobre a possibilidade de se separar do resto do Brasil. Em Jaraguá do Sul, serão 22 pontos para votação. Também haverá pontos de votação em Corupá, Massaranduba, Guaramirim e Schroeder.

O grupo tem uma página no Facebook com 754 membros do município. A organização da consulta, batizada de Plebisul, prevê a participação de um milhão de moradores dos três estados – o equivalente a quase 5% do eleitorado da região. Qualquer pessoa pode participar do plebiscito, até mesmo aquelas que são contrárias à separação.

O plebiscito não tem nenhum valor legal por não ter sido aprovado pelo Congresso. Aliás, a Constituição brasileira proíbe a separação de qualquer unidade da federação. Mas os organizadores afirmam que a consulta não fere a legislação por se tratar de uma manifestação pacífica de opinião.

Durante o plebiscito, os eleitores que quiserem também poderão assinar um projeto de lei de iniciativa popular, para ser apresentado ao Congresso, propondo a realização de um plebiscito oficial em 2018 sobre o assunto. O movimento espera chegar a três milhões de assinaturas.

Não é a primeira vez que O Sul é Meu País realiza um plebiscito informal. Em outubro de 2016, outra consulta foi realizada. Á época, participaram 617,5 mil pessoas. E 95,75% disseram ser favoráveis à separação dos três estados do restante do Brasil. Isso não quer dizer que a iniciativa esteja perto de ser uma unanimidade, até porque muita gente não leva muito a sério essa possibilidade.  O fato é que sentimento separatista surge de uma soma de fatores, entre eles históricos, culturais e econômicos, reforçado nesses dias de tanta intransigência. O tema é controverso e como se vê há décadas na Espanha traz sérias dificuldades.

CONFIRA MAIS INFORMAÇÕES EM:

https://www.facebook.com/groups/meusul.jaragua/

Enquete separatismo

Durante enquete de pouco mais de três horas, nesta terça-feira, no Facebook do OCP News, 1.351 pessoas se posicionaram favoráveis à separação do Sul do restante do Brasil, outras 226 foram contrárias. Mais de 37 mil pessoas alcançadas.

Sobre o Plano Diretor

Errei na informação publicada na coluna nesta terça-feira. O gabarito das edificações em Jaraguá do Sul é no máximo 12 pavimentos e não 16. Esse é um dos temas em avaliação na revisão do Plano Diretor. Algumas entidades que participaram do trabalho de reformulação do plano reclamam que a versão pré-básica, documento que está sendo analisado agora pelo núcleo gestor, desconsidera quase que totalmente o que foi acrescentado em 2016, após dois anos de trabalho. A nova versão não traz, por exemplo, o plano das ciclovias e desconsidera a Lei do Macrozoneamento, já aprovada pela Câmara de Vereadores.

Hino nas escolas agora é obrigatório

Foi aprovado em segunda votação na sessão da Câmara de Vereadores de Jaraguá do Sul desta terça-feira (3) projeto de lei de autoria do líder de governo, Marcelindo Gruner (PTB) que torna obrigatória a execução do hino nacional em todas as escolas, sejam públicas ou privadas, de Jaraguá do Sul, ao menos uma vez por semana. O texto agora irá para aprovação do prefeito Antídio Lunelli (PMDB) e depois deve ser tema de conversa com os diretores das escolas. Para o autor, a iniciativa contribui para recuperação do patriotismo.

O OCP TAMBÉM CONSULTOU OS INTERNAUTAS, QUE OPINARAM SOBRE O ASSUNTO. CONFIRA:

- Mais de 90% dos internautas que responderam à enquete do OCP aprovam execução do Hino Nacional

- Projeto que obriga execução semanal do Hino Nacional nas escolas tramita na Câmara de Jaraguá

 

Medalha de Mérito

Projeto da Mesa Diretora da Câmara de Jaraguá, aprovado em plenário na terça, altera os critérios para concessão da medalha de Mérito Brasília Gastaldi Beltramini. Pelo novo texto, só poderá receber a homenagem, que é realizada de dois em dois anos, o professor com mais de 15 anos de carreira. Na mesma sessão, cada vereador pode indicar um professor para ser agraciado, este terá que ter no mínimo dez anos de atuação.

25 a 50 infrações diárias

De 25 a 50 infrações de trânsito são captadas pela Polícia Militar diariamente pelo sistema de videomonitoramento que começou a funcionar em setembro em 25 pontos de Jaraguá do Sul. Segundo o capitão Antonio Benda Rocha, falar ou mexer no celular, não usar o cinto de segurança, não dar sinal e desrespeitar o pedestre estão entre os principais problemas. O ponto positivo, ressalta ele, é que o comportamento dos motoristas começa a mudar, principalmente em relação ao celular. A PM analisa a possibilidade de expandir em breve o sistema utilizando as 60 câmeras já instaladas. O objetivo maior é diminuir o número de acidentes.

Mariani volta a

cobrar renúncia

O presidente do PMDB em Santa Catarina, deputado federal Mauro Mariani (PMDB), voltou a cobrar publicamente a renúncia da cúpula estadual do partido. "Não podemos deixar que meia dúzia de pilantras envergonhem nosso partido e principalmente as pessoas que fazem parte da história do PMDB e das lutas pela democracia" discursou ele durante evento do 15 em Movimento, na Assembleia Legislativa. No mesmo encontro, Mariani teve o nome referendado por lideranças como o vice-governador Eduardo Pinho Moreira e o senador Dário Berger para disputa majoritária do próximo ano.

Em Massaranduba

O vereador Ademir José Deretti (PP) saiu de licença médica. Quem assume o lugar dele na Câmara é Orlando Ronchi, também do PP, até o dia 16.