Um dos setores que reúne as principais queixas da comunidade, a saúde deve receber este ano um aporte de recursos e atenção da administração do prefeito Antídio Lunelli (MDB).

Cinco novos médicos do último processo seletivo estão sendo chamados para atuar nos postos de saúde.

O primeiro começou a trabalhar ontem, na unidade de saúde do bairro Estrada Nova. Outros quatro profissionais estão sendo chamados para atuar nos postos dos bairros Jaraguá 84, Santa Luzia, Chico de Paulo e Três Rios do Norte.

 

 Ouça os comentários de Patricia Moraes no podcast do OCP

Assine e receba novos episódios todos os dias

Apple Podcasts | Spotify |
Soundcloud

 

De acordo com o secretário de Saúde, Alceu Moretti, até o dia 15 deste mês, os quatro profissionais devem iniciar as atividades, todos cumprindo 40 horas semanais. A remuneração mensal é de R$ 15.834,00 mais a insalubridade de R$ 199,60.

“O nosso objetivo é que todos os postos tenham médico 40 horas por semana. Queremos chegar ao fim do ano dizendo que a saúde foi o principal destaque”, diz o secretário Alceu Moretti, que assumiu a pasta em janeiro com a meta de dar agilidade ao setor e desafogar as filas.

Moretti diz também que é preciso inverter a lógica dos investimentos, dando prioridade para atenção básica.

“Hoje não estamos escovando os dentes, estamos deixando para tratar canal”, compara. O plano do secretário, que já comandou duas vezes a Saúde em Corupá, é concentrar maior recurso na atenção básica e consequentemente evitar despesas na média e alta complexidade.

Paralelo ao reforço de pessoal nos postos de saúde, que pode acontecer também através de concurso público, a Prefeitura liberou verba para mutirões.

Segundo Alceu Moretti são 1.500 pequenas cirurgias e 6 mil exames. Ortopedia e ginecologia são as áreas mais atendidas, com investimento aproximado de R$ 1,2 milhão.

Soluções para mobilidade

O secretário de Planejamento da Prefeitura de Jaraguá do Sul, Eduardo Bertoldi, esteve em São Paulo para conhecer o sistema de trânsito da capital paulista.

A maior cidade do país tem uma frota de 7,4 veículos motorizados para cada dez habitantes, são 8,6 milhões de carros, motos, ônibus ou caminhões circulando. Bertoldi visitou a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), onde foi recebido por André Castro, da Assessoria de Planejamento em Projetos da CET.

O objetivo da conversa foi buscar informações de como está se comportando o sistema de uso de patinetes e bicicletas elétricas compartilhados, implantando há pouco mais de um ano na cidade.

“Neste período, houve um aumento de 1.600% na demanda de bicicletas e patinetes compartilhados”, conta Bertoldi, enfatizando que a ideia é muito interessante, inclusive para as características de Jaraguá do Sul.

Abrigos de ônibus

Outro compromisso do secretário Eduardo Bertoldi em São Paulo foi na Clear Channel Brasil, que é a maior empresa do mundo em se tratando de publicidade em equipamentos públicos, operando em 28 países.

A reunião foi para tratar da substituição de abrigos de passageiros.

“Existem dois modelos de abrigos aqui em Jaraguá do Sul, onde temos em péssimo estado os equipamentos de metal na área central. Nos bairros e no interior temos o modelo estilo germânico feito em alvenaria e telhas, que atende muito bem a esses locais. O objetivo foi verificar a possibilidade de trocar os abrigos de metal da região central”, explica.

Atualmente, existem 120 abrigos de passageiros de metal (com vida útil de sete anos) e a intenção é instalar abrigos mais modernos, com durabilidade de pelo menos 30 anos através de parceria comercial.

“O objetivo é, através da publicidade nestes abrigos, fazer a instalação de forma gratuita dos equipamentos, ou seja, a empresa instala e explora os espaços publicitários com os painéis de LED”, antecipa o secretário.

Comissão de ética

A proposta de criação da comissão permanente de ética, na Câmara de Vereadores de Jaraguá do Sul, deve ser votada neste mês pelos vereadores.

O presidente da Casa, Marcelindo Gruner (PTB), autor da ideia, diz que sua equipe está finalizando o projeto. A intenção era colocar a proposta em votação em fevereiro, mas o tema demandou mais estudos.

Caso Dico Moser

Até sexta-feira deve ser definido o futuro da denúncia do Ministério Público contra o vereador Isair (Dico) Moser (PSDB). Entre as acusações está a suposta prática de nepotismo.

Segundo o presidente Marcelindo Gruner, o parecer do jurídico está pronto, mas ainda falta ir ao gabinete da presidência.

A continuidade do caso na Câmara ou seu arquivamento será decidida pela Mesa Diretora, em próxima reunião, e não passará pelo plenário, diz o presidente.

Menor despesa da década

As despesas de gabinete dos vereadores de Jaraguá do Sul ficaram em R$ 916,96 em janeiro deste ano.

O valor é o menor registrado nos meses de janeiro dos últimos dez anos, segundo os dados disponíveis no site do Legislativo.

No ano passado, a despesa ficou em R$ 1,4 mil. Já os anos de maiores gastos em janeiro foram em 2012, com R$ 7,5 mil, e 2010, com R$ 12,9 mil.

Feriado

Já está na Câmara de Vereadores o projeto de lei transferindo a data do feriado de aniversário de Jaraguá do Sul, comemorado no dia 25 de julho, para o dia 29.

A proposta era adiar o feriado para o dia 26, mas depois de conversa com a Câmara dos Dirigentes Lojistas, o governo decidiu pelo dia 29, uma segunda-feira, que teria menor impacto na atividade comercial.

Reajuste dos servidores

O governo só deve fazer uma proposta de reajuste aos servidores municipais em abril. Isso porque a administração terá que aguardar o fechamento da inflação até o fim de março.

A tendência é de que o índice oferecido não ultrapasse a inflação do período. Na conta ainda são acrescidos os 2,6% de crescimento vegetativo da folha em função de triênios.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?