Eleitor tem menos de 30 dias para fazer sua escolha

Colunistas

Por: Patricia Moraes

sábado, 04:00 - 03/09/2016

Patricia Moraes

As eleições municipais acontecem em menos de um mês. E é esse tempo que os eleitores têm para se aprofundar sobre os candidatos a uma vaga na Câmara e à Prefeitura. Além das propagandas em rádio e santinhos, feitas por marqueteiros e que, na maioria das vezes, pouco mostram sobre os candidatos, pois são feitas com base no que as pessoas querem ouvir e não no que eles querem falar, o eleitor tem hoje uma porção de ferramentas para fazer a escolha correta. Entrevistas em jornais e rádios fazem com que os concorrentes se exponham bem mais, por exemplo. Questionados por jornalistas, os candidatos precisam dizer o que pensam e acabam revelando detalhes sobre si mesmo.

As redes sociais também dão uma oportunidade para o eleitor conhecer um pouco mais dos concorrentes. Na fanpage ou perfil pessoal é possível verificar que tipo de conteúdo o candidato está compartilhando, se o que ele pensa e defende está de acordo com o que você quer de um gestor, de um vereador. E nas ferramentais legais como o site do Tribunal Superior Eleitoral e Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina, é possível consultar toda a legislação eleitoral, incluindo a documentação apresentada pelo candidato, a declaração de bens, a coligação de cada um, e informações sobre eleições anteriores dos que já concorreram. Pesquisar sobre os candidatos, comparar as propostas e entender o processo político-eleitoral é dever de todo cidadão.

linha flecha

Servidores investigados
O Ministério Público abriu inquérito para investigar dois funcionários públicos. Contra um policial militar pesam acusações de uso indevido de equipamentos públicos, além de suposta cobrança indevida de valores no exercício da atividade policial. E contra um médico do Issem, o objetivo é apurar suposto ato de improbidade administrativa, consistente no descumprimento da jornada de trabalho, com possível conivência da chefia.

linha flecha

Evento PMDB-56

Sem promessas, com surpresa
Na presença da cúpula do partido no Estado, o PMDB promoveu um grande evento na noite de quinta-feira. Empolgado e abraçado ao vice, Udo Wagner (PP), o empresário Antídio Lunelli disse que pretende fazer uma campanha sem promessas, apenas garantiu que pretende surpreender, se eleito. Ao ver a cena, o presidente da sigla no Estado, Mauro Mariani aproveitou.  “Tenho certeza que o Antídio e Udo irão se doar pela cidade. É preciso transferir essa excelência empresarial para a prefeitura. O presidente Michel Temer, é do nosso partido, além disso, é um amigo e será um parceiro de Jaraguá na liberação de recursos”, discursou.

linha flecha

Estacionamento do bem
A Estapar, empresa que administra os serviços de Zona Azul, realizará no dia 16 de setembro mais uma edição da campanha Dia do Estacionamento Solidário. O valor equivalente à renda obtida pelo sistema da Estapar neste dia será doado para a Associação de Amigos do Autista (AMA) que completa 25 anos.  A campanha é realizada pela Estapar em parceria com a AMA e a Prefeitura de Jaraguá do Sul.

linha flecha

Turismo apresenta demandas
Representantes do Vale dos Encantos Convention e Visitors Bureau entregaram uma carta com pleitos do setor do turismo aos candidatos à Prefeitura de Jaraguá do Sul. Entre as sugestões apontadas no documento está a criação da Fundação de Turismo e o aumento do investimento no setor. A carta também sugere a centralização e organização da agenda de eventos municipal, através de lei de regulamentação de uso dos espaços públicos, controlada pelo Convention Bureau.  Além disso, com a iniciativa, o CVB indica a importância de incentivo fiscal para restauro e conservação de propriedades tombadas e a realização de pesquisas de mercado com tomadores de decisão de compra de turismo de negócios e eventos. Outro pleito é quanto à necessidade de apoio na realização de eventos que geram movimentação turística na microrregião. O documento completo conta com 21 demandas do segmento.

linha flecha

Doações por cartão
O presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Gilmar Mendes, editou uma portaria e viabilizou doações feitas por cartões de crédito para as campanhas eleitorais. Até quinta-feira, as operadoras de cartão vinham se negando a aceitar doações por cartões de crédito. Elas alegavam temer sanções judiciais caso doações irregulares fossem feitas com seu método de pagamento. Com o fim do financiamento empresarial, os candidatos estão tendo dificuldade para bancar a campanha.

linha flecha

eleicoes 2016• Sidnei Luiz da Cruz (PV), que buscava uma vaga na Câmara de Jaraguá do Sul, teve a candidatura indeferida. Ele trocou de partido após o fim do prazo legal.

• A Coligação Pra Fazer Diferente, de Jair Pedri (PSD) e Marcia Alberton (PSDB), faz hoje a caminhada 55 pelo centro da cidade. A concentração está marcada para as 9h30 na Câmara de Vereadores.

• A disputa por uma vaga na Câmara de Vereadores está ganhando contorno de guerra em alguns partidos. Tem candidato roubando santinho do outro.

• Dentro do calendário especial de eleições, a Assembleia Legislativa retomará as sessões somente em três dias neste mês- 13, 14 e 15. Matérias importantes podem passar pelo Plenário do poder
nesse período.

• Por enquanto, apenas uma notificação de propaganda irregular foi feita em Jaraguá do Sul. Com as novas regras eleitorais, que proíbem outdoor e limitam placas, a cidade está limpa até demais para época.

• Proposta de lei assinada pela vereadora Natália Petry (PMDB) e que está parada no Jurídico da Câmara, a Parada Segura foi incluída no plano de governo de Jair Pedri (PSD). O propósito é que das 22h às 6h, as mulheres e idosos possam solicitar que o motorista pare o ônibus, sem sair do trajeto original, no local desejado.

×