Desta vez, fora do eixo histórico e dos serviços prestados pela nossa corporação, me permitam trazer um estudo de caso, sobre o tema de nosso artigo.

Muitas vezes buscamos modelos de policiamento principalmente em outros países. Mas lendo recentemente sobre o moral da polícia americana em geral, encontrei uma pesquisa realizada com cerca de 200 departamentos de polícia apontando que as aposentadorias aumentaram 45% e os pedidos de demissão 18% no período entre abril de 2020 e abril de 2021, em comparação com os 12 meses anteriores.

A porcentagem de policiais que saíram tende a ser maior em departamentos de cidades grandes ou médias, de acordo com o Police Executive Research Forum, um instituto de políticas de Washington.

Os departamentos de polícia nos EUA enfrentam sérios desafios para reter e recrutar policiais, de acordo com novos dados que descrevem o êxodo constante de uma ocupação que foi alvo de protestos no ano passado, que eclodiram em todo o país quando George Floyd foi assassinado por um policial de Minneapolis, somado aos casos de Breonna Taylor em Louisville, Ky., E Rayshard Brooks em Atlanta.

Existem ainda dois fatores, uma reforma em andamento no Congresso e a retirada de investimentos na polícia.

Em suma, jogaram a moral da polícia para baixo, pela falta de reconhecimento ao trabalho. A consequência: o New York Times analisou 37 cidades dos EUA com dados para os primeiros três meses deste ano e, no geral, houve um aumento de 18% nos assassinatos em comparação com o mesmo período em 2020. Um aumento no número de tiroteios também foi visto em muitas outras grandes cidades dos EUA.

Esta semana recebemos o Anuário elaborado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública e nosso país apresenta uma realidade diferente da americana. Houve um aumento de 4% apenas nas mortes violentas intencionais e redução de todos os crimes contra o patrimônio, menos 26% nos roubos de veículos, menos 27% de roubos a estabelecimentos comerciais, menos 16% de roubos a residência e menos 36% no roubo a transeuntes.

Ainda mais diferenciada, Jaraguá do Sul segue com o registro de um homicídio ocorrido neste ano. Vivemos uma realidade de moral diferente da americana, reflexo de uma sociedade que reconhece e valoriza sua polícia, além de realizar constantes investimentos na área segurança.