Ontem conversei com um sujeito que conhece todas as barrigas de Florianópolis... Você não acha interessante um sujeito conhecer barrigas e ser especialista nelas? Mas, antes de dizer sobre o que ouvi dele, preciso dar umas voltas e lembrar de um ditado.

O ditado é tão velho quanto a primeira laranjeira, mas não perde força. Diz assim, o tal ditado: - “Não se deixa para amanhã o que podemos fazer hoje”. Veja bem, o que pudemos fazer hoje.

Mais das vezes, podemos fazer hoje, mas deixamos para amanhã, um amanhã sem defi nição, sem data. Muitos chamam a isso de procrastinação, característica dos molengas.

Dito isso, vamos ao que ouvi do amigo, o tal sujeito que conhece “todas” as barrigas de Florianópolis, todas dos abobados da enchente, vão me desculpar.

Esse amigo, o conhecedor de barrigas, tem uma famosa academia de ginástica na cidade e, por consequência, de modelagem de corpos, de barrigas, mais que tudo...

E ele me disse que está “lotado”, sem horários livres, tamanha a procura por pessoas que querem “entrar em forma” para o Verão.

E é isso o que me irrita, esse tipo de gente que passa o ano todo deixado para amanhã os exercícios que deviam fazer o ano todo, a barriga que não deviam deixar crescer e tudo o mais.

Devem ser os mesmos que engolem iscas de falsos comerciais de ensino de idiomas, publicidades que prometem fluência e domínio da língua em 3 meses.

Nem a pau, Juvenal, nem morando com o Donald Trump na Casa Branca alguém vai aprender inglês fl uente em três meses ou mesmo seis...

Aqui está o grande problema dos retardatários da maratona da vida, querem boa performance num dado momento, mas passam acomodados no mais do tempo, tempo inútil para essa maioria.

Quem quiser entrar no Verão sem precisar reajustar o biquini ou as bermudas que sejam disciplinados o ano todo e não se lembrar do santo apenas quando troveja...

Quem quiser passar tranquilo nas provas da escola que estude o ano todo, quem quiser ser alguém no ambiente de trabalho que se ocupe com qualificação nos fi ns de semana e mais ainda nos feriadões...

E assim com tudo, mas não, os mandriões querem “entrar em forma” para o que der e vier em cima do laço. Depois se queixam da sorte, querem colher sem ter semeado. Desprezo.

Safados

Quem os safados? Todos os jogadores do futebol brasileiro que condicionam suas performances, seus esforços, na simpatia pelo treinador. Um desses treinadores, um big shot, foi demitido pelos maus resultados da equipe.

E um dos dessa equipe disse que “Ninguém mais corria por ele em campo”. Safados.

Não têm que correr pelo técnico, pelo “chefe”, tem que correr pela agremiação, pela torcida, pelo caráter ético, profi ssional, que deve justificar o contrato assinado. E os paspalhos torcedores não vêem isso?

Razão

Ela é jovem, faz dupla como cantora com a irmã, tem programa na televisão, famosa e já deve estar bem rica. Falando sobre homens, ela disse: “Não aguento mais homem sem futuro, que não sabe o que quer”.

Pensando assim, querida, vais fi car solteira. Vais. O que mais anda por aí são mimimis da mamãe. Tens razão!

Falta Dizer

Toda vez que falo com jovens, costumo perguntar a eles quais os seus propósitos de vida, o sonho de futuro... Não lembro de uma exceção, só lembro deles revirar os olhos e buscar, sem achar, esse sonho, propósito. Não sabem o que querem...

E quando dizem saber, vacilam. São modernos...

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger