Olá, amigos cervejeiros e amantes da boa cerveja! Hoje nossa abordagem busca elucidar um dos principais questionamentos de quem não é um profundo conhecedor do ramo: a diferença entre cerveja e chope. Para responder a esta simples pergunta, exige uma resposta bem ampla e esclarecedora.

Conhecimento popular

No Brasil, o conhecimento popular define que a diferença é pela forma do envase, sendo o chope envasado em barril e a cerveja em garrafas. Vale dizer que o país é um dos únicos, senão o único, do mundo que a população faz essa diferença.

Nos demais países do mundo como Alemanha ou Estados Unidos - duas das principais referências de escola cervejeira, tudo é considerado como cerveja, "Bier" na Alemanha ou "Beer" nos EUA.

Conhecimento técnico e legal

Entretanto, no Brasil, a legislação diferencia os dois da seguinte maneira: “a cerveja deverá ser estabilizada biologicamente por processo físico apropriado, podendo ser denominada de chopp ou chope a cerveja não submetida a processo de pasteurização para o envase”.

Ou seja, a principal diferença está no processo de pasteurização realizada na cerveja e não realizada com o chope.

De acordo com o blog BierPlanet o processo de pasteurização consiste no aquecimento da cerveja a uma temperatura de aproximadamente 60ºC e seu posterior resfriamento à temperatura ambiente para interromper a atividade das leveduras e dar estabilidade à bebida, garantindo assim que ela mantenha suas características sensoriais por um período maior.

É o que chamamos de maior “Shelf Life” ou maior prazo de validade.

Existe alguma diferença entre a graduação alcoólica da cerveja para o chope? Não, não existe. Os ingredientes são os mesmos. E o processo de pasteurização não interfere no aumento da graduação alcoólica.

O chope possui o frescor de produto recém pronto e a espuma mais densa por causa do CO2 que é injetado para extraí-lo do barril, e esse frescor e espuma não encontramos muitas vezes na garrafa, levando a impressão de que na garrafa a concentração de álcool é maior.

Curiosidade

Ainda segundo o Blog Bierplanet, essa definição de chamar cerveja de chope no Brasil é decorrente de um mal-entendido que teve origem no final do século XIX, quando os primeiros cervejeiros alemães vieram ao país para dar início às nossas primeiras cervejarias.

Os alemães utilizavam a palavra “schoppen” para pedir suas cervejas. E muito provavelmente, os brasileiros, que não dominavam o idioma, concluíram que esse era o nome usado para a cerveja que saía diretamente dos barris para as canecas dos germânicos.

Portanto, a palavra “chopp” teve origem da expressão alemã “schoppen”, que na realidade significava a unidade de medida das canecas utilizadas por eles na época: algo próximo a meio litro.

Mesmo assim, para aumentar a confusão e complexidade do tema, algumas cervejarias optam por não pasteurizar suas cervejas envasadas em garrafas e latas, enquanto outras cervejarias optam por pasteurizar o precioso líquido que vai nos barris.

Portanto, a diferença é muito tênue, e o que vale é a experiência agradável que a cerveja ou chope proporciona a você! Nós da Maestro optamos por chamar de chope o que está em barril e cerveja o que está envasado em garrafas e latas, seguindo a legislação brasileira.

Destaque: um chope encorpado e que faz muito sucesso na Schutzenfest é o Pilsen da Maestro. Peça o seu para festejar junto com sua família e amigos em todos os tipos de comemorações, como aniversários, formaturas, casamentos, etc.

Foto Divulgação/Maestro Cervejaria

Para agendar:

  • 31 de maio: Noite das Sopas e Cremes na Choupana Schroeder no Rio da Luz. Início às 19h30. Informações e reservas antecipadas com a Ângela Schroeder (47) 9 9955-6934.
  • 1º de junho: Harmonização com comida de boteco na Wissen Malte e Lúpulo, preparados pelo Rooster Empório. Será um dia inteiro de harmonização com cervejas artesanais e comida de boteco.
  • 7 de junho: Noite de Sopas e Massas no Kings Restaurante, na Barra do Rio Cerro. Reservas pelo (47) 3376-4003 e WhatsApp 9 9193-0841.

Se for dirigir não beba! Produto destinado para maiores de 18 anos. Seja consciente!

Maestros Cervejeiros
Fábio Stein, Júlio Silva e Sidnei Ramthun
maestro@cervejamaestro.com.br
www.cervejamaestro.com.br
(47) 3054 4480