A busca constante por um sorriso estético impulsionou a odontologia atual a atingir patamares elevados seja tanto na qualidade dos materiais estéticos disponíveis, nas técnicas atuais assim como os profissionais que se atualizam para realizar uma odontologia de excelência.

As reabilitações modernas, restabelecem além de uma mastigação adequada aos nossos pacientes, uma estética extremamente natural onde as cerâmicas odontológicas, ou seja, as porcelanas, assim como os implantes mais atuais com seu desenho voltado para uma melhor adaptação das estruturas ósseas e gengivais do paciente, formam uma receita para o alcance de uma odontologia de sucesso.

Existe uma parcela de pacientes que apesar de possuir seus dentes naturais e uma mastigação adequada, não estão confortáveis com a estética. Para esse grupo de pacientes, existe a possibilidade de melhorar essa harmonia do sorriso através de materiais cerâmicos estéticos sendo eles, facetas ou lentes de contato, que apesar de muito parecidos possuem algumas indicações distintas.

As facetas e lentes de contato tem por objetivo o recobrimento do dente natural tornando o formato e a cor mais apropriados ao gosto do paciente, ou seja, a grosso modo esses materiais revestem o dentes e os tornam diferentes. É de fato, uma excelente alternativa para quem possui seus dentes naturais, mas ainda sim se sente desconfortável com sua estética atual.

Em contrapartida fornecer uma mastigação adequada, associado a uma estética harmoniosa para pacientes que perderam seus dentes, sempre foi um enorme desafio dentro da odontologia. Nessas situações o implante dentário veio como uma solução fantástica e uma ferramenta a mais para que o profissional cirurgião dentista possa também reabilitar pacientes que não possuem mais dentes.

O implante dentário é outro material que passou por uma série de modificações em seu formato ao longo de muitos anos até atingir o modelo que conhecemos atualmente. Essas alterações sempre foram buscando a associação de uma dentição fixa e a estética mais natural possível, semelhante aos dentes naturais.

É importante através deste artigo deixar claro ao leitor que temos muitas alternativas para nossos pacientes e que o tratamento está ficando cada vez mais seguro para os que necessitam. Independentemente de possuir dentes naturais ou a ausência dos mesmos, hoje somos capazes de realizar trabalhos naturais e satisfatórios a quem necessita.

A dica é, procure um profissional, converse com ele sobre suas necessidades e receios, pois somente ele, será capaz de lhe fornecer as informações necessárias para que você tome suas decisões e realize seu tratamento com maior segurança.

  • Dr. Gustavo Dagostim - CRO/SC 12.689 - Cirurgião Dentista - Universidade Estadual de Londrina (UEL) - Especialista em Disfunção Temporomandibular e Dor Orofacial - Universidade Federal do Paraná(UFPR) - Especialista em Implantes Dentários (ZENITH) - Habilitado em Acupuntura na odontologia, Dor Orofacial e DTM (GAPEDOR) - Habilitado em uso de Toxina Botulínica terapêutica para tratamento de Desordens - Orofaciais (ILAPEO)
  •  Vanessa Mistura Dagostim – CRO/SC 12.833 - Cirurgiã Dentista – Universidade Estadual de Londrina (UEL) - Especialista em Prótese Dentária