A ciência tem descoberto cada vez mais malefícios que o álcool causa ao organismo. Além de aumentar o risco de câncer, pode levar a cirrose hepática, insuficiência renal, problemas cardíacos, e também elevar as chances de desenvolver demência, incluindo Alzheimer. Isso foi o que mostrou um estudo publicado na revista científica mundialmente reconhecida The Lancet, em 2018, a pesquisa analisou os dados de mais de um milhão de adultos diagnosticados com demência na França, entre 2008 e 2013.

O artigo científico provou que o risco de desenvolver algum tipo de demência, incluindo Alzheimer, nas pessoas que consomem álcool em excesso é três vezes maior. Os resultados mostraram que 57% dos casos de demência de início precoce (antes dos 65 anos) estavam relacionados ao consumo intenso e crônico de álcool

A OMS (Organização Mundial de Saúde) define o consumo crônico de álcool quando há ingestão de mais de 60 gramas (quatro a cinco doses por dia para homens e 40 gramas (três doses) por dia para mulheres. Sendo que uma dose equivale a aproximadamente 350 ml de cerveja, 150 ml de vinho ou 40 ml de uma bebida destilada.

Embora essa pesquisa tenha analisado somente os casos de pessoas que já haviam sido internadas pelo abuso crônico da bebida, estudos anteriores mostraram que até o consumo moderado pode ter um impacto negativo na saúde do cérebro. Acredita-se que uma das principais causas é o efeito tóxico da bebida às células nervosas que leva a um dano cerebral permanente. O que ainda não é definido é se esse risco é um efeito exclusivo da bebida, ou se tem contribuição do estilo de vida que o etilista costuma levar, com o sedentarismo, tabagismo e outras comorbidades que costumam estar associados.

Como não existe um medicamento específico que previna ou trate a demência causada pelo álcool, a melhor intervenção está justamente em evitar a causa, ou seja, a bebida em excesso. Além das outras medidas que já sabemos para manter o cérebro saudável como permanecer física e mentalmente ativo, ter uma dieta saudável, um sono regulador, cuidar do estado emocional e evitar o sobrepeso.

Onde encontrar

Clínica Soprus: Rua João Planincheck, 618, Nova Brasília, Jaragua do Sul -SC

Médica especialista em Neurologia (CRM SC 30733 - RQE 20463) pelo Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia.
Mídia social: @draerikatavaresneuro
Contato: (47) 3373-4252 | (47) 98402-5034
Email: erikatavaresneuro@gmail.com