Dedicatória Especial: a AMÉRICO RIBEIRO MENDES NETTO (1), pela inspiração do tema

Uma das falhas de alguns (felizmente, poucos) gestores e profissionais é não viver, por vezes, no outro lado do seu "mundinho", isto é, naquele "fora da sua caixa", muito mais extenso.

Saindo-se do "ninho de conforto" (casa e empresa), vivendo-se o mundo lá fora, além telas ou narrativas de terceiros (ou seja, não comendo pelas mãos dos outros), pode-se enxergá-lo no todo e em sua realidade.

Ausentar-se dos piores lugares do mundo para se observar o mundo, isto é, em casa ou na empresa, lembra o navegador Amyr Klink, que disse:

“Um homem precisa viajar, por sua conta, não por meio de histórias, imagens, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu. Para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar o calor. E o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser. Que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver”.

Assim, um viva (!) às viagens "bleisure", mistura de negócios (business) e lazer (leisure), pois estas facilitam o equilíbrio entre a vida profissional e a cultural das pessoas.

Portanto, gestores e executivos em viagens a negócios precisam conciliar suas agendas profissionais com espaços de tempo livres para conhecer ao vivo (pleonasticamente... com seus próprios olhos) novos locais, pessoas, costumes, culturas e verdades, tanto no Brasil, como no exterior.

Isto, também e principalmente, quando "fora de casa" em fins de semana e feriados, ao sobrar mais tempo livre, nunca sendo desperdiçado com filmes e futebol na TV e, muito menos, para descansar/dormir no hotel (que durma em casa, na volta, cristão!).

Contudo, e parafraseando Jean-Paul Sartre (“ao lado de toda liberdade, há uma responsabilidade”), a liberdade total nunca levou alguém a um "porto seguro". Até mesmo, a decantada filosofia Laissez-faire (que, em francês, significa literalmente "deixai fazer, deixai ir, deixai passar") recomenda alguns limites.

Por isso, conciliar compromissos profissionais com agendas pessoais (turismo, cultura, esporte, lazer, curiosidades, etc), em viagens a negócios, exige que não sejam misturados expedientes e despesas, ou seja, que se respeite a seguinte assertiva: ‘o que é da empresa é da empresa e o que é pessoal é pessoal’, tudo a ver com o conhecido “dai a César o que é de César’ (2).

Tudo tal qual um rio: enquanto as águas se restringem ao seu leito, elas são importante "ativo". Quando extravasam suas margens, viram "passivo", sob a forma de enchentes e prejuízos de toda ordem.

Também, como uma criança ou um jovem deixado ao léu, por sua conta e risco: tal qual um balão a gás (quando arrebenta o fio) fica desorientado e se perde ao sabor dos ventos, no infinito, não chegando a um ponto desejado.

 

(1): AMÉRICO RIBEIRO MENDES NETTO, Eng. Civil e Eletricista, Ex-Executivo da GE, Eberle e Philco-Ford, Ex-Diretor Comercial da WEG Exportadora (onde coordenou a abertura e a consolidação do mercado internacional), Professor do MBA Negócios Internacionais da UNIVALI, Consultor (‘Conosco’) e Palestrante Autor da Trilogia ‘Segredos de Passaporte’

(2): Marcos 12, Mateus 22 e Lucas 20

Foto divulgação | Emilio da Silva Neto

Disponível para compra na Grafipel, emJaraguá do Sul. Também com dedicatória personalizada, diretamente com o autor.

Emílio da Silva Neto

Dr.Eng. Industrial, Consultor/Conselheiro/Palestrante/Professor (*) Sócio da ‘3S Consultoria Empresarial Familiar’ (especializada em Processo Decisório Colegiado, Governança, Sucessão, Compartilhamento do Conhecimento e Constituição de Conselhos Consultivos e de Família). Doutor em Engenharia e Gestão do Conhecimento

Curriculum Vitae: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4496236H3
Tese de Doutorado: http://btd.egc.ufsc.br/wp-content/uploads/2016/08/Em%C3%ADlio-da-Silva.pdf
Contatos: emiliodsneto@gmail.com | (47) 9 9977-9595 | www.consultoria3S.com