Por Nelson Luiz Pereira_conselheiro editorial do OCP

 

Estreado em março do corrente ano, o relatório mensal “OCP Expectativas de Mercado” publicado nesta sexta-feira (20), chega à sua 9ª edição, fornecendo perspectivas quanto ao andamento da economia brasileira, nas dimensões nacional e regional.

Ressalta-se que a economia é uma ciência complexa e muito sensível a diversidade de fatos, boatos e circunstâncias do mercado, o que torna o exercício de previsões extremamente desafiador.

Por isso, dada a peculiar volatilidade dos indicadores, a mentoria que tem sido responsável pelas projeções mensais, é composta por um seleto grupo de profissionais, pertencentes à comunidade de assinantes da Rede OCP de Comunicação, com sólido conhecimento, vivência e experiência sobre cenários econômicos.

Cada um destes analistas tem fornecido, ao longo deste ano, sua avaliação particular, a qual é consolidada e convertida em média pelos profissionais técnicos da Rede OCP. Respectivo conteúdo tem destacado quatro indicadores fundamentais da economia brasileira: IPCA (%); PIB (%); Taxa de câmbio (R$/US$) e Taxa Selic (% a.a.), bem como, a expectativa sobre a economia da microrregião do Vale do Itapocu.

Com isso, o leitor tem se servido, mensalmente, de um panorama de tendências acerca do cenário econômico para o ano em curso. Além disso, este instrumento analítico tem, notadamente, servido para orientar a classe empresarial, empreendedores, investidores e público em geral, quanto a condução mais segura de seus negócios.

Em que pese a crise pandêmica impactando sobremaneira a economia, espera-se, que o relatório de dezembro possa consolidar, definitivamente, a retomada do crescimento, sustentando perspectivas promissoras para 2021.

 

Telegram Jaraguá do Sul