O mundo reconhece e celebra na data de hoje, um dos trabalhos mais nobres da história da humanidade. Se há 200 anos a enfermeira Florence Nightingale, precursora da enfermagem moderna, alertou que o simples ato de lavar as mãos com regularidade, poderia prevenir inúmeras doenças, foi preciso uma pandemia para, de fato, comprovar e incutir esse hábito na sociedade.

Além disso, essa crise pandêmica despertou na consciência mundial, o real valor e importância do trabalho de enfermagem, protagonizado por anjos guerreiros da linha de frente, atuando corajosa, efetiva e ininterruptamente na preservação de vidas.

Nunca é demais ressaltar que a Organização Mundial da Saúde (OMS) considera o novo coronavírus (Covid-19) “uma ameaça sem precedentes e um inimigo comum da humanidade”. O enfrentamento desse inimigo tem exigido rigorosa dedicação, superação e responsabilidade por parte desses profissionais, cujo esgotamento é inevitável e compreensível. Mesmo que alguns já tenham doado a própria vida pela causa, eles seguem implacáveis na missão.

Portanto, merecem ser respeitados. Embora o senso comum sustente que não há palavras para agradecer esses bravos profissionais, que tal então agradecer com atitudes concretas e sensatas que possam aliviar o pesado fardo desses guerreiros?

Cabe destacar algumas: evitar aglomeração desnecessária; cumprir os protocolos oficiais de higiene, uso da máscara e distanciamento; cuidar da saúde física e mental; não disseminar fake news; buscar fontes seguras de informação. Essa é a reciprocidade que a força da enfermagem espera da sociedade como gratidão. Isso, qualquer cidadão provido de senso de cidadania e humanidade é capaz de oferecer.

A Rede OCP de Comunicação, com admiração, respeito e gratidão, parabeniza todos os profissionais de enfermagem, em especial, de nossa comunidade.