A pandemia do novo coronavírus já vitimou cerca de 3,5 milhões de pessoas no mundo. Os números no Brasil, situam-se na casa dos 457 mil, e Santa Catarina registra mais de 15 mil óbitos. Jaraguá do Sul ultrapassou, esta semana, 300 mortes pela Covid-19, e a média móvel de casos voltou a subir, comprometendo a estrutura hospitalar.

Como já mencionado neste espaço Editorial, embora o processo de imunização esteja, vagarosamente, em curso em todo o Brasil, conhecer com detalhes o perfil epidemiológico dos casos, vítimas e curados, em cada localidade, é de considerável importância, já que, os indicadores e demais informações associadas, serão a base para implementação de políticas públicas de saúde, e respectivas tomadas de decisões.

Por isso, nunca será demais repetir que, num mundo impregnado por fake News, dispor de bases fidedignas de informações, é um meio eficaz de preservar vidas. A Rede OCP de Comunicação, expressando pesar e solidariedade a todos que já perderam vidas e negócios por conta da pandemia, publica uma matéria informativa sobre o perfil epidemiológico atualizado das pessoas infectadas pela Covid-19, no município de Jaraguá do Sul.

Faixa etária mais jovem é a que representa maior potencial de infecção. Este fator está associado, em tese, a três variáveis conjugadas: i) os idosos estão sendo vacinados; ii) a população jovem é, em seu cotidiano, presencialmente mais interativa, com o agravante de ainda não estar imunizada; e iii) as pessoas, de forma geral, já não suportam mais o isolamento.

No entanto, a realidade nos aponta que, enquanto não se massificar a imunização, não se poderá abdicar da atitude preventiva e consciência coletiva, pois novas variantes do coronavírus já circulam pelo país. Em tempo, “máscara, higienização e distanciamento físico: o OCP incentiva”.