Por Nelson Luiz Pereira _ conselheiro editorial do OCP

A crise pandêmica segue impactando a vida das sociedades das formas e intensidades mais variadas. Agora a notícia negativa que precisamos digerir, diz respeito ao mundo do esporte.

Embora possa se compreender a decisão, é impossível não lamentar. A Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte), juntamente com o Conselho Estadual de Esporte (CED) e o Tribunal de Justiça Desportiva do Estado de Santa Catarina (TJD/SC), decidiram cancelar os Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc), edição 2020.

A verdade é que não se pode ignorar a incapacidade de perspectivas relativamente seguras quanto ao comportamento vindouro da Covid-19. Outra verdade é que ninguém sairá ileso dessa tragédia humanitária.

Porém, há na atividade esportiva, uma peculiaridade, fazendo com que o impacto provocado pela pandemia, seja mais traumático. Seja qual for a situação, ou decisão que possa se processar logo à frente, os treinamentos, preparações e planejamentos não se interrompem.

Por isso, a desmotivação e decepção se expressam mais contundentes, já que a sensação que fica, é a de um trabalho em vão.

Entretanto, apesar dessa inédita contingência, o maior evento poliesportivo estadual seguirá sua missão, e a presente frustração deverá se converter em força redobrada para brilharmos em 2021, enquanto sede da 60ª edição do Jasc em Jaraguá do Sul. Certamente ficará para a história.

Por ora, o que se espera, é uma consistente e eficaz articulação da Fesporte junto a Casa Civil de Santa Catarina, no sentido de viabilizar auxílio emergencial aos atletas e profissionais que dependem do esporte e que não interrompem seus trabalhos. Importante considerar que, o orçamento já existe, bastando apenas vontade política.

 

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Mais notícias você encontra na área especial sobre o tema:

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul