O 5G bate à porta se apresentando como a nova geração de rede móvel, que promoverá maior estabilidade de conexão, muito mais amplitude de cobertura, além de velocidade cem vezes maior que a do 4G.

Segundo especialistas essa tecnologia permitirá que múltiplos dispositivos se conectem ao mesmo tempo, a razão de, aproximadamente, 1 milhão por quilômetro quadrado. Essa revolução comprova que os novos padrões de tecnologias que regem o mundo, determinam que qualquer organização, pública ou privada, que queira, doravante, se manter viva e atuante, deverá se permitir, estrategicamente, uma ampla transformação digital.

A concepção de gestão, seja ela pública ou privada, terá que se adequar aos novos paradigmas. Se esse novo padrão tecnológico confere ao setor privado maior produtividade, competitividade e crescimento no mercado, no setor público deve-se buscar, por meio da transformação digital, melhor prestação de serviço ao cidadão contribuinte e, por conseguinte, permitir sua interatividade e participação no processo.

Portanto, a mensagem disruptiva aqui implícita traduz que, o mundo tecnológico requer empreendedores e governos tecnológicos, gerando, respectivamente, negócios sustentáveis e bem-estar social.

Atentos à tal revolução, a iniciativa privada, o poder público e entidades da sociedade civil, tem se mobilizado para receber a tecnologia 5G em Jaraguá do Sul, o que deverá acontecer em agosto. Tendo em vista a pujança que caracteriza nosso município, essa nova tecnologia de conexão impactará sobremaneira o desenvolvimento.