As aulas de Linguagem Musical e Música no Colégio Marista São Luis abraçam a Arte em suas quatro linguagens: Música, Arte visual, Dança e Teatro. Acrescentaria aqui também o envolvimento de todas as linguagens do conhecimento, equipe pedagógica, toda a equipe da Instituição que se envolve no “Musical”, estudantes e famílias e a “Banda” que se envolve em todo o momento.

Nas aulas regulares nossos alunos se tornam protagonistas, partem de vivências e curiosidades para a construção de conhecimento e aprendizagens. Surgem diferentes temas que precisam ser alimentados com muita pesquisa e saciados nesse processo de construção por meio de vivências.

Dentro da Música partimos de Projetos e Vivências para criar uma peça musical (composição da letra a partir de conhecimentos prévios das crianças até a finalização da pesquisa acerca do assunto, escolha do ritmo e nome da peça, uso de instrumentos musicais, cenário construído em parceria com obras por turmas e tema de cada turma, interpretação e narração, criação de danças/rítmicas sobre as peças e finalmente a apresentação).

O objetivo de uma apresentação não é o espetáculo, mas sim o resultado de toda construção e trabalho realizado pela criatividade dos participantes em parcerias com as professoras regentes e toda equipe pedagógica, reunindo ao final toda arte desenvolvida pelo grupo, intitulado “ Musical”.

Aula por aula compomos a peça, transformamos palavras em poesias nos mais diferentes ritmos e possibilidades de cada turma, sempre respeitando a individualidade e faixa etária do educando (trabalhando dentro dos nossos valores).

O ritmo se transforma em passos e movimentos. Aos poucos a música se torna dança, o tempo se transforma em ritmo corporal ou instrumental, a tonalidade da peça se adapta à faixa etária, os sons de diferentes fontes sonoras são introduzidas conforme necessidades e ideias, o cenário é montado com as turmas dentro do tema (Arte Visual), o corpo e rosto transmite a expressão e o figurino de acordo com cada tema (Teatro), a narração une os temas. A banda acompanha todas as peças expressando através de instrumentos, efeitos sonoros e vozes as diferentes composições que trazem as características de cada turma!

Para os bem pequenos, poções de arte cheias de cores, letras curtas que facilitem a memorização e o entendimento de suas vivências! Para crianças um pouco maiores a troca de ideias e a construção de cada frase, ideia de ritmo e até mesmo “com que roupa” ou como gostam “que fantasia” colocaremos? E para os maiores, “como faremos?” “Qual será o ritmo?” “O que faremos e usaremos”.

Experimentar, construir e desconstruir. Partir de algum lugar, som, objeto, mas acima de tudo criar sem prender a imaginação. Deixar fluir e se ajudar. Trabalho em equipe. A sintonia do grupo possibilita a realização de um trabalho todo.

Finalizo dizendo: “Musical é trabalho em equipe” é vivenciar, criar e compor um “quebra-cabeça” que é visto apenas no momento da apresentação final, com data e horário marcado num determinado lugar! Vamos começar? Por onde? Pergunte às crianças!

Eliana Dumke Haffermann, professora de Música e Linguagem Musical no Colégio Marista São Luis, Pedagoga e Especialista em Educação Musical.